Programa Minha Casa, Minha Vida é apresentado a grupo de estrangeiros

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket


Secovi-SP e Fiabci/Brasil receberam delegações de empresários do Reino Unido em encontro na sede do Sindicato na quarta, 24/10

25 de outubro de 2012 - Delegações da entidade imobiliária RICS (Royal Institution of Chartered Surveyors) e do departamento governamental do Reino Unido UKTI (United Kingdom Trade Investment) foram recebidas pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) e pela Fiabci/Brasil (Federação Internacional das Profissões Imobiliárias) durante almoço na quarta-feira, 24/10, na sede do Sindicato.

O presidente da Fiabci/Brasil, Basilio Jafet, abriu o encontro, que contou com as presenças do Lord Mayor (uma espécie de prefeito nobre) de City of London, Alderman Wootton, do secretário adjunto de Relações Internacionais da prefeitura de São Paulo, Guilherme Mattar, representando o prefeito Gilberto Kassab, e do Cônsul Geral Britânico, John Doddrell. “Esta é uma oportunidade única de compartilhar conhecimentos e negócios entre os dois países. Temos muito o que aprender com as soluções urbanísticas, novas ideias, tecnologias e conceitos adotados por eles”, disse.

Claudio Bernardes, presidente do Secovi-SP, falou com otimismo sobre uma possível parceria com a RICS. “Será um passo importante e poderemos realizar ações e negócios conjuntamente.”

O programa federal Minha Casa, Minha Vida foi apresentado em detalhes pelo presidente do Conselho Consultivo do Sindicato e pró-reitor da Universidade Secovi, João Crestana, que traçou também um panorama econômico do País, seu desenvolvimento e a ascensão das classes sociais, que agora têm mais poder aquisitivo.

Michael Newey, da RICS, falou sobre a experiência de participar dos debates do planejamento de construção do parque olímpico na parte leste de Londres, para receber os Jogos Olímpicos deste ano. “Tinha de ser bem-sucedido e ter um legado duradouro”, disse. Ele contou que o projeto foi importante para recuperar uma área degradada da cidade. “O local será aproveitado para socialização dos cidadãos, lazer, descanso, além da prática esportiva”, listou. “Os alojamentos construídos para os atletas vão virar 5 mil residências”, contou.

Bernardes encerrou o encontro sugerindo um próximo encontro, brevemente. “Este foi o primeiro passo do início de um forte relacionamento com a RICS. E que venham outros encontros para discutirmos o que pode ser feito para desenvolver nossos mercados.”

Fonte: Secovi – SP