Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Projeto inédito no Distrito Federal substitui asfalto por pavimento rígido

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Com investimentos de R$ 55 milhões, modernização da via Estrutural tem trecho de 1 km com os serviços já concluídos

Modernização da via Estrutural
A obra gerou em torno de 300 novos empregos (Foto: Artshake Media/Shutterstock)

13/01/2023 | 14:23  — A modernização da via Estrutural, em Brasília, marca a execução de um projeto inédito no Distrito Federal. A pista, com cerca de 13 km, terá o seu asfalto completamente substituído por pavimento rígido, ou seja, toda a superfície que interliga Águas Lindas de Goiás e o Plano Piloto receberá revestimento em concreto de cimento Portland até o final deste ano. Com investimentos de R$ 55 milhões, a obra já tem um trecho de 1 km com os serviços concluídos.

“O andamento dos trabalhos vem superando as nossas expectativas. Mesmo nesse período mais chuvoso, estamos conseguindo avançar cerca de 100 m diariamente”, afirma Cristiano Cavalcante, superintendente de Obras do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Quando a estação mais seca chegar, a expectativa é que a produtividade chegue a 300 m por dia. Neste momento inicial, a concretagem acontece em duas faixas de rolamento da pista.

Leia também

Motoniveladora é equipamento fundamental na construção civil
Petrobras desenvolve asfalto com pegada de carbono até 65% menor
Novas tecnologias podem produzir pavimentos capazes de durar até 100 anos

“Sabemos que a obra causa transtornos para os motoristas. Porém, pedimos a compreensão de todos. O que fazemos no local é uma grande mudança de conceito, de paradigma”, destaca Cavalcante, indicando que o pavimento de concreto tem uma vida útil de 20 anos, pelo menos, e demanda menos manutenção. “É qualidade de vida e maior segurança para os cerca de 100 mil veículos que transitam na via Estrutural diariamente”, complementa.

A execução do projeto gerou em torno de 300 empregos, entre trabalhos diretos e indiretos.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: