Projeto sobre tijolo ecológico passa por Audiência Pública

Texto: Redação AECweb

Programa tem como objetivo intensificar o conceito e a prática da reciclagem no dia-a-dia do paulista

25 de maio de 2009 - Depois de aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal, o projeto de lei 274/08, do vereador Gilberto Natalini, vai a audiência pública no dia 27 de maio. O projeto, que institui o Programa Municipal de Incentivo ao Uso de Tijolo Ecológico, passa agora pela Comissão de Política Urbana.

O programa previsto no PL tem o objetivo intensificar o conceito e a prática da reciclagem no dia-a-dia do paulistano, ao popularizar um tipo de tijolo mais barato, mais resistente e de baixo impacto ambiental.

Podendo ser feito a partir cal, cimento, resíduos de pedreira, entulho de demolições e construções, rejeitos industriais, o tijolo ecológico traz benefícios tanto econômicos quanto ambientais para a cidade de São Paulo. Uma vez que não precisa ser cozido/queimado, sua produção não polui a atmosfera. E ainda é prático: endurece rápido, é auto-encaixante, facilita instalação de tubulações e dispensa acabamento.

Nova destinação
Visando ao incentivo da reutilização de entulho, o vereador Gilberto Natalini reuniu-se com os subprefeitos Beto Mendes (Cidade Ademar) e Manoel Araújo (Santo Amaro) para discutir uma importante iniciativa.

A partir de junho, o entulho de construção civil destinado ao aterro Sete Praias, na zona Sul, passará a ser reaproveitado. Depois de triturado, o material pode se transformar em pedra de brita, utilizada na produção de asfalto, e em areia.