Renda em alta e crédito facilitam troca de imóvel

Texto: Redação AECweb

Aumento da mobilidade da população entre as cidades também deve impulsionar o mercado

12 de janeiro de 2011 - Crescimento econômico, elevação na renda, redução do desemprego e maior interesse dos bancos no financiamento habitacional dão ao consumidor a confiança de que o primeiro apartamento não precisará ser o último.

"Trocar de imóvel é sinal de amadurecimento do mercado", avalia Ana Maria Castelo, coordenadora de projetos da construção da FGV (Fundação Getulio Vargas).

Para Luiz Antônio França, presidente da Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança), outro fator que deve impulsionar esse mercado é o aumento da mobilidade da população entre as cidades, com a diversificação de polos de trabalho no país.

Os números comprovam a expansão do financiamento imobiliário em 2010. Os empréstimos com recursos da poupança até outubro somaram R$ 44,9 bilhões, mais do que o dobro do valor contabilizado em todo o ano de 2007, de acordo com a Abecip.

Fonte: Folha de S. Paulo - SP