Rio de Janeiro está acima da meta na habitação popular

Texto: Redação AECweb

Construção dos imóveis representa investimento superior a R$ 2 bilhões


20 de janeiro de 2011 - A cidade do Rio terminou 2010 com 31.288 unidades habitacionais contratadas pelo programa federal Minha Casa, Minha Vida (MCMV). O saldo ultrapassou em 56% a meta da Secretaria municipal de Habitação para todo o ano passado, de 20 mil unidades. A construção dos imóveis representa investimento superior a R$ 2 bilhões.

Do total já assinado com a CEF, 16.231 casas e apartamentos são voltados a famílias com renda de até três mínimos. Cerca de 12 mil serão entregues moradores este ano, anuncia Jorge Bittar, secretário de Habitação. Para a faixa de três a dez salários foram contratados estão distribuídos em 11 bairros. Os demais englobam 25 áreas das zonas Norte e Oeste, além de Jacarepaguá. Bittar espera as regras da segunda fase do MCMV para negociar novas unidades.

A Prefeitura do Rio pretende contratar, ao menos, 60 mil unidades no biênio 2011-2012. "Em quatro anos, cobriremos quase metade do déficit habitacional do município, estimado em 220 mil unidades", diz o secretário. A população que vive em áreas de risco terá prioridade.

Fonte: O Globo