Ritmo de criação de novas vagas na construção segue caindo

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Pesquisa mensal foi feita pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV

25 de setembro de 2012 - O nível de emprego na construção civil brasileira cresceu 0,37% no mês de agosto em comparação ao número de vagas existentes em julho, com a contratação de mais 12,7 mil trabalhadores com carteira assinada no país. Ficou assim mantida a tendência de desaceleração: o ritmo de criação de novas vagas no setor havia se elevado em 1,27% em agosto de 2011, com a contratação de mais 38.770 trabalhadores formais.

Com o resultado, o crescimento acumulado do emprego no setor nos primeiros oito meses de 2012 variou 7,38% (+234,2 mil novas vagas), também indicando desaceleração: de janeiro a agosto de 2011, o setor havia contratado mais 267 mil trabalhadores (+9,44%).

Em 12 meses encerrados em agosto de 2012, o crescimento acumulado é de 5,52% (+178,3 mil). O resultado também é inferior ao crescimento acumulado nos 12 meses encerrados em agosto de 2011, de 7,77% (+223 mil). É o que mostra a pesquisa mensal feita pelo SindusCon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo) em parceria com a FGV.

“A desaceleração no ritmo de criação de novas vagas mostra que a expansão da atividade da construção continua, embora em um ritmo mais moderado. Em pequena parte, esse ritmo de crescimento mais contido também resulta de incremento na produtividade, fruto de investimentos em treinamento”, comenta o presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe.

Brasil – Com as novas contratações, a construção brasileira empregava até o final de agosto 3,408 milhões de trabalhadores com carteira assinada. Destes, cerca de 1,719 milhão estava no Sudeste; 721,5 mil no Nordeste; 477,7 mil no Sul; 276,7 mil no Centro-Oeste e 213,6 mil no Norte.

Em agosto, o emprego na construção cresceu em relação a julho em todas as regiões do país, com destaque para o Centro-Oeste (+0,48%), Norte (+0,45%) e Nordeste (+0,39%).

Estado de São Paulo – O número de contratações na construção cresceu 0,14% em agosto no Estado de São Paulo, com o registro de 1,2 mil contratações. No acumulado de janeiro a agosto, foram contratados mais 46,2 mil (+5,6%) no setor e em 12 meses mais 32,5 mil (+3,9%).

Ao final de agosto, as empresas paulistas somavam 862,5 mil empregados com carteira assinada. Das 10 regiões pesquisadas, Santo André, Ribeirão Preto, Santos e Sorocaba registraram queda no nível de emprego.

Fonte: Sinduscon - SP