São Paulo registra queda de 45% na venda de imóveis novos em novembro

Texto: Redação AECweb

Mercado imobiliário na capital paulista registrou vendas de 1.760 imóveis

2 de fevereiro de 2009 - A cidade de São Paulo registrou a venda de 1.760 imóveis novos no mês de novembro. Segundo pesquisa realizada pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação de São Paulo), o volume ficou 45% abaixo da média registrada entre janeiro e agosto, de 3,2 mil unidades mensais, que foi o período de pleno aquecimento do mercado imobiliário brasileiro. As VSO (Vendas Sobre Oferta) atingiram 8,4%, ou seja, 84 unidades de cada mil foram escoadas em novembro. Em outubro, o índice registrou 4,9%.

Os dados de novembro demonstram que a comercialização foi inferior ao volume de lançamentos. A oferta está estimada em 19,2 mil moradias. "O fato não preocupa. Vale lembrar que o maior estoque foi registrado em dezembro de 2005, com cerca de 22 mil unidades, e que, nos últimos três anos, foram comercializadas em torno de 96 mil unidades", afirma o economista-chefe do Sindicato, Celso Petrucci.

A Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio) calcula que imóveis residenciais de três dormitórios representaram 48,9% das vendas (861 unidades) no penúltimo mês de 2008. Apartamentos com dois dormitórios representaram 38,7% dos 1.760 unidades vendidas. No período, cerca de 88% das vendas foram realizadas na fase de lançamento.

Com os resultados de novembro, o total de unidades escoadas no ano chega a 31,2 mil habitações. O volume é o mesmo registrado de janeiro a novembro de 2007. O indicador médio de VSO dos 11 meses foi de 14,3%, contra 15,6% referentes a igual período do ano anterior.

O Secovi-SP passou a emitir também um mapeamento dos empreendimentos de acordo com dados apurados mensalmente. Os dados são compostos por residências de no máximo três anos, contando da data do lançamento até a data da pesquisa. Os mapas do Geosecovi possui informações sobre empreendimentos comerciais, residenciais verticias e horizontais. Além disso, há informações de localização de estações de metrô, trem, parques, praças. O serviço pode ser acesso por www.geosecovi.com.br.

Fonte: Construção Mercado