Secovi-SP orienta condutas de sustentabilidade no setor imobiliário

Texto: Redação AECweb

Recursos sustentáveis passam a fazer parte do projeto, também enfatizando o fator econômico

14 de abril de 2011 - Quando o assunto é sustentabilidade na construção de empreendimentos, o setor imobiliário apresenta avanços consideráveis. Várias medidas referentes à utilização de tecnologias e equipamentos estão sendo empregadas,notadamente no que diz respeito à preservação ambiental. Energia solar, aproveitamento de águas pluviais, telhados verdes, individualização do consumo de água e outros recursos passam a fazer parte do projeto, também enfatizando o fator econômico.

Tais práticas, porém, são mais adotadas por empresas de ponta do mercado; aquelas mais fortes e, portanto, com maior condição de investir em pesquisa e inovação. Mas a maioria das organizações do setor imobiliário situa-se em outro patamar. Conforme estimativas, pelo menos 80% das incorporadoras e construtoras são de médio ou pequeno porte. Além disso, cabe considerar que o segmento é integrado por outras atividades, como administração, locação, loteamentos, as quais também precisam estar alinhadas aos princípios da sustentabilidade.

O Secovi-SP, ao instituir sua vice-presidência de Sustentabilidade, objetivou exatamente ter uma área que pudesse olhar a cadeia do setor e analisar como apoiar iniciativas convergentes com o tema.

Após diversas consultas e prospecções, identificamos que essa cadeia não possuía real conhecimento sobre o que é sustentabilidade em suas três vertentes básicas: a ambiental, a econômica e a social. Nas indagações formuladas, cada um respondia de forma diferente. Faltava, pois, uniformizar o conceito, sem o que seria impossível avançar de forma consistente.

É por isso que o Sindicato, em parceria com o CBCS (Conselho Brasileiro de Construção Sustentável) está concluindo o caderno "Condutas de Sustentabilidade no Setor Imobiliário Residencial". Trata-se de uma publicação inédita, onde são consolidados os princípios, as principais referências e, ainda, um glossário com todas as expressões empregadas quando o assunto é sustentabilidade.

Nossa expectativa é que, a partir desse trabalho, cujo lançamento se dará em breve, o setor esteja realmente orientado sobre o tema e conscientizado quanto à importância de adotar práticas sustentáveis em seus projetos e ações, incluindo aquelas que fazem parte do dia a dia.

Esse é o primeiro grande movimento do Sindicato em prol do desenvolvimento das atividades imobiliárias apoiado nas premissas que pavimentam o caminho obrigatório e sem volta da sustentabilidade.

Fonte: IN - Investimentos e Notícias - SP