SENAI amplia matrículas para atender demanda da construção civil

Texto: Redação AECweb

Em parceria com entidades públicas e privadas, SENAI mostra grande incentivo na formação de pessoas para o setor

19 de agosto de 2010 - Para incentivar a formação de pessoas e atender ao aquecimento do setor de construção civil, o SENAI de Santa Catarina, em parceria com entidades públicas e privadas, tem ampliado o número de cursos direcionados para a área. Só no primeiro semestre, foram 1212 matrículas em cursos na área, 350 a mais que em todo ano 2009.

Até junho de 2010, o setor de construção civil de Santa Catarina acumula um saldo de 5.285 vagas (47,6 admissões contra 42,3 demissões), segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego). O valor representa uma variação de 6,38%.

E, por isso, há espaço para quem possui qualificação. De acordo com pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada no início de agosto, seis em cada dez empresários da construção civil afirmam que faltam trabalhadores preparados. Atento a esse quadro, o SENAI intensificou a formação de pessoas para a área.

Um exemplo dessa atuação é o curso básico de construção civil, oferecido em Palhoça em parceria com empresas da região. Além de receber uma bolsa de estudos, os alunos também serão aproveitados nos novos empreendimentos imobiliários da cidade. Outro exemplo são os cursos oferecidos a moradores de Biguaçú e Governador Celso Ramos pela empresa OSX em parceria com o SENAI.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Blumenau, Jorge Luiz Strehl, falta gente interessada em atuar no setor. "A construção civil não tem o ‘glamour’ de outras profissões. Mas, com a qualificação, teremos trabalhadores com prazer em trabalhar, porque terão mais segurança no ambiente de trabalho e vão lidar com mais tecnologia", explica.

Além disso, segundo Strehl, também há melhorias na produtividade: enquanto um trabalhador que passou por curso de formação assenta 200 blocos de concreto por dia, outro que não tem essa qualificação assente cerca de 60. Para o ele, as parcerias que a as empresas da construção civil, por meio dos Sindicatos, estão firmando com o SENAI vão acelerar a formação de pessoal.

Além da grande Florianópolis, o SENAI também oferece cursos na área de construção civil em Chapecó, Jaraguá do Sul, Criciúma, Itajaí e Joinville, além de Blumenau e Balneário Camboriú, que possuem escolas especializadas. Ao todo, são 63 cursos na área.

Fonte: FIESC/Floripa News - SC