menu-iconPortal AECweb

Setor da construção baixa previsão de crescimento para 5%

Texto: Redação AECweb

Setor mantém expectativas favoráveis em relação ao segundo semestre

27 de julho de 2011 - Com o baixo resultado das vendas do primeiro semestre, a Associação Brasileira de Materiais de Construção (Abramat) reduziu a previsão de crescimento em 2011 de 7% para 5%. Na primeira metade de 2011, as vendas de materiais tiveram aumento tímido, de apenas 0,58% ante o mesmo período do ano passado, conforme levantamento feito pela entidade. Mesmo assim, o setor mantém expectativas favoráveis em relação ao segundo semestre.

Através de uma sondagem realizada entre empresas associadas, a Abramat apurou que 56% dos fabricantes ainda estão otimistas quanto ao desempenho das vendas internas no curto prazo. O nível de expectativa regular ficou em 36%, e o pessimismo alcançou apenas 8%.

Segundo o presidente da entidade, Melvyn Fox, o estímulo ao setor vem do prosseguimento do programa "Minha Casa, Minha Vida" e dos recentes anúncios de início de obras da Copa do Mundo 2014, bem como a continuidade da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

A sondagem apontou ainda que 50% das empresas têm boas expectativas com relação às ações do governo para o setor da construção civil nos próximos 12 meses.

"Acreditamos que o governo, neste segundo semestre, reduza as ações de controle da demanda gerando perspectivas melhores para o resto do ano", observa Fox.

Investimentos

Em relação às intenções de investir no médio prazo, em julho, 74% das indústrias de material de construção disseram pretender realizar a ampliação de aportes ao longo dos próximos 12 meses, mantendo a estabilidade do indicador nos primeiros meses de 2011.

Se comparado a julho de 2010, foi constatada uma pequena queda de 2%, quando a pretensão era de 76%.

Vale observar que a indústria está trabalhando com 86% da sua capacidade produtiva, média que tem se mantido nos últimos doze meses.

Vale observar que a entidade conta atualmente com 49 empresas afiliadas, líderes na fabricação de materiais de construção de diversos segmentos.

Fonte: DCI - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: