Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Setor da construção civil registrou crescimento de 11,85% no Norte

Texto: Redação AECweb

Período analisado foi de janeiro a novembro de 2010, quando o Pará realizou 50.080 admissões contra 43.497 desligamentos gerando um saldo positivo de 6.583 vagas

06 de janeiro de 2011 - O desenvolvimento urbano nos estados da região Norte foi um dos motivos para o crescimento de empregos formais no setor da construção civil no Pará. Isto é o que aponta uma pesquisa realizada pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômico), que constatou uma alta de 11,85% na geração de postos de trabalhos no setor.

O período analisado pelo Dieese foi de janeiro a novembro de 2010, quando o Pará realizou 50.080 admissões contra 43.497 desligamentos gerando um saldo positivo de 6.583 postos de trabalhos.

Apesar do número significativo no estado, o Pará ficou em segundo lugar na geração de empregos em relação aos demais estados da região. O maior número de contratados está concentrado em Rondônia com 13.050 postos de trabalhos. Na terceira posição ficou Tocantins com saldo positivo de 3.327 empregos. Em seguida vem o Acre com 646 postos.

O Amazonas registrou saldo positivo de 559 empregos formais. Logo após está Roraima com 531 postos de trabalhos. Por último ficou o Amapá com um saldo positivo de 440 empregos formais.

Diferente de alguns setores, a construção civil apresentou saldos positivos em todos os sete estados da região Norte. De acordo com o economista Roberto Sena, 2010 é um reflexo positivo da crise econômica de 2008. A retomada da economia pós-crise, praticamente todos os setores econômicos do estado do Pará apresentaram crescimento. Esta situação pode ser observada pelos recordes de empregos que o estado apresentou no ano passado com a geração de mais de 40 mil postos de trabalhos.

Fonte: Portal ORM - PA

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: