Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Setor da construção tem 36,2 mil vagas em aberto no país

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Houve alta de 2,44% com a contratação de 82 mil trabalhadores

12 de março de 2013 - O número de vagas abertas pela construção civil no País cresceu 1,07% em janeiro, em relação a dezembro, com a oferta de 36,2 mil postos de trabalho, de acordo com pesquisa mensal feita pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV).

No acumulado de 12 meses, na comparação com o período anterior, houve alta de 2,44%, com a contratação de 82 mil trabalhadores. Com o resultado, a construção brasileira empregava no final de janeiro 3,410 milhões de trabalhadores com carteira assinada.

Na passagem de dezembro para janeiro, o Norte foi a única região do País com queda nas contratações (-0,17%). No Nordeste, o índice aumentou 0,47%; no Sudeste, 1,17%; no Sul, 1,71% e no Centro-Oeste, 1,97%.

Dos 3,410 milhões de trabalhadores com carteira assinada empregados ao final de janeiro, o Sudeste concentrava 1,723 milhão. Em seguida, apareciam o Nordeste (727,3 mil), o Sul (474,6 mil), o Centro-Oeste (273,9 mil) e o Norte (210,8 mil).

No estado de São Paulo, houve alta de 1,37%, com a criação de 11,9 mil vagas. No acumulado dos últimos 12 meses até janeiro, 14,3 mil trabalhadores foram contratados no estado, o que significa um aumento de 1,66%.

O presidente do SindusCon-SP, Sergio Watanabe, lembrou, por meio de comunicado, que normalmente ocorrem dispensas no final do ano por causa das atividades mais fracas, e um aumento das contratações no começo do ano, quando muitas obras são retomadas. A previsão de Watanabe é que o nível de emprego permaneça em alta.

Fonte: Jornal do Commercio

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: