Setor da construção tem saldo positivo de empregos pelo 2º mês seguido

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Setor gerou 41.986 novos empregos em julho no País, melhor resultado do ano, com crescimento de 147,92% no número de vagas geradas em relação ao mês anterior

Todos os segmentos da construção registraram resultados positivos em julho: Construção de edifícios, 15.120 vagas, Infraestrutura, 16.858 vagas, e Serviços especializados, 10.008 vagas (Créditos: Onk-Q/ Shutterstock)

25/08/2020 | 15:41 - Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pela Secretaria de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o setor da construção civil gerou 41.986 novos empregos em julho no País, melhor resultado do ano, com crescimento de 147,92% no número de vagas geradas em relação ao mês anterior (16.935 novas vagas)

O saldo de julho também foi melhor do que o observado em igual mês de 2019 (18.721 novas vagas). “A construção só foi menor, em julho, do que a Indústria, que gerou 53.590 novas vagas”, ressalta a economista do Banco de Dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Ieda Vasconcelos.

Todos os segmentos da construção registraram resultados positivos em julho: Construção de edifícios (15.120 vagas), Infraestrutura (16.858 vagas) e Serviços especializados (10.008 vagas).

Com relação ao saldo entre admissões e demissões entre todos os setores da atividade econômica no país, o Caged aponta que houve saldo de 131.010 postos de trabalho. Esse resultado decorreu de 1.043.650 admissões e de 912.640 desligamentos.

Leia também:

Governo decide adiar por 3 meses linha de crédito pelo Pronampe

Casos de contaminação por Covid-19 caem nos canteiros de obras