Setor de construção vai propor a criação de uma agência de habitação

Texto: Redação AECweb

Presidente do Sinduscon-RJ afirma que agência de habitação trataria da questão dos financiamentos e de sua regulamentação e controle

16 de abril de 2009 - A criação de uma agência nacional de habitação é uma das propostas sugeridas pelo setor da construção civil para o plano de ação contra a crise, disse o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Rio de Janeiro (Sinduscon/RJ), Roberto Kauffman.

O plano será lançado hoje nas federações das indústrias de São Paulo (Fiesp) e do Rio de Janeiro (Firjan), nas duas capitais, pela Cúpula Empresarial do Fórum Nacional, coordenado pelo ex-ministro do Planejamento João Paulo dos Reis Velloso. De acordo com Kauffman, a agência de habitação trataria de forma exclusiva da questão dos financiamentos e de sua regulamentação e controle, mas não seria constituída nos moldes do extinto Banco Nacional da Habitação (BNH).

"Seria uma agência nacional de habitação ligada ao Ministério das Cidades, para poder desenvolver especificamente toda essa linha de financiamento com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), da poupança", disse Kauffman. "A gente acha que funcionaria melhor, porque o Ministério das Cidades tem uma série de outras funções. E a gente quer, especificamente, uma agência para cuidar da parte dos financiamentos habitacionais de média e baixa renda."

O presidente do Sinduscon/Rio disse que o programa "Minha Casa, Minha Vida", recém-lançado pelo governo federal e que "prevê a construção de 1 milhão de moradias no país até 2010, está bem alinhado com o que o setor imagina em termos de linhas de financiamento intensas para habitação de interesse social." O programa está sendo regulamentado, destacou Kauffman. Ele vai ser um alento muito grande para o setor e vai proporcionar que empresas de pequeno e médio porte do Brasil possam atuar.

Também hoje começa em São Paulo a 56.ª edição do Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU), que contará com a presença de secretários estaduais e municipais de Habitação e presidentes de Cohabs e de entidades do setor. O evento, que termina no sábado, vai discutir o panorama da habitação no País e os reflexos do recém-lançado programa do governo federal "Minha Casa, Minha Vida".

Fonte: DCI - SP