Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Setor gera mais vagas do que os outros segmentos da economia

Texto: Redação AECweb

Construção teve alta de 4,1% na geração de empregos ante janeiro

04 de abril de 2011 - Os números do emprego na construção civil são mais favoráveis do que os da economia em geral, que já estão em níveis baixos. Enquanto os demais setores tiveram queda ou estabilidade no número de vagas em fevereiro, a construção teve alta de 4,1% na geração de empregos ante janeiro, com 66 mil vagas nas seis regiões pesquisadas pelo IBGE.

Com o maior sucesso dos trabalhadores nas negociações, a renda também está em alta no setor. Enquanto a média geral caiu 0,5% em fevereiro, os operários da construção tiveram alta de 2,2%, chegando a um salário médio de R$ 1.243. A construção foi o setor com maior alta de rendimentos em 2010: 10,9% em relação a 2009. No mesmo período, a indústria, por exemplo, só teve acréscimo de 1,3%.

"Na construção, a renda cresceu 30,6% nos últimos oito anos. A formalização ainda é baixa, 37%, mas está crescendo com os grandes empreendimentos absorvendo os por conta própria, e isso eleva o poder de compra", observa Cimar Azeredo, técnico da área de emprego do IBGE.

Para Lauro Ramos, pesquisador do Ipea, o mercado de trabalho não é o único fator que impulsiona as greves, mas dá mais conforto aos operários. "É melhor um mercado aquecido, que leve a reivindicações, do que um fraco, onde todo mundo abaixa a cabeça. Há algo favorável."

Fonte: O Estado de São Paulo

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: