Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Setor imobiliário busca os indicadores verdes

Texto: Redação AECweb

Secovi-SP prepara uma série de conceitos para o desenvolvimento imobiliário baseado em ações sustentáveis

21 de março de 2011 - A sustentabilidade ganha força no setor imobiliário no Alto Tietê. Cada vez mais, construtoras estão se preocupando com o tema e, assim, conseguem atingir um público que valoriza ações que preservam o meio ambiente. Os chamados edifícios "verdes", que incorporam sistemas de economia de luz e água, dentre outros, são atrativos na hora da venda.

O Secovi-SP (Sindicato da Habitação) deu um importante passo neste mês ao iniciar um estudo para a criação de conceitos e parâmetros para o desenvolvimento imobiliário urbano e fornecer subsídios ao setor que busca ações neste sentido.

A meta do sindicato é elaborar um programa chamado de Indicadores de Sustentabilidade no Desenvolvimento Urbano. "A questão da sustentabilidade na construção propriamente dita está bastante encaminhada. Falta ir além, considerando como o setor pode influenciar o desenvolvimento urbano, quais são os grandes pontos a atacar e como acompanhar e medir resultados", afirma Claudio Bernardes, vice-presidente estratégico do Secovi-SP, um dos líderes do processo.

Para construir este modelo, o sindicato reuniu mais de 40 empresários do setor imobiliário para identificar esses indicadores. Foram listados dez grandes temas: planejamento e ordenamento territorial; questões ambientais; exclusão social e violência urbana; edifícios verdes (construção sustentável); mobilidade; moradia; governança; serviços e equipamentos públicos; capital humano e intelectual; água, energia, áreas verdes e resíduos - suprimento e manejo sustentável.

O Secovi-SP já havia identificado que o mercado tem focado suas iniciativas prioritariamente na promoção da construção sustentável, sem dar maior atenção a questões de desenvolvimento urbano sustentável (conceitos, modelos e parâmetros). A existência exclusiva de edifícios verdes não significa que as cidades sejam sustentáveis.

O trabalho de criar os indicadores foi entregue à Fundação Dom Cabral, que possui o Centro de Desenvolvimento da Sustentabilidade na Construção, que tem como objetivo pesquisar, formular, avaliar, compartilhar e promover conhecimentos e instrumentos que permitam o desenvolvimento sustentável na gestão e operação das empresas do setor.

Fonte: Mogi News - SP


 

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: