Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Setor imobiliário protocola proposta para retomar atividades em SP

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Material apresenta dois protocolos, um para a reabertura de estandes de vendas imobiliárias e outro para os escritórios das empresas

Proposta teve por base a publicação Diretrizes para o Combate e Resposta à Covid-19, que visa orientar empresas com protocolos de prevenção e medidas de contingenciamento no ambiente de trabalho (Créditos: gobalink/ Shutterstock)

04/06/2020 | 10:21 - O Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP) protocolou em 1º de junho, na Prefeitura de São Paulo, uma proposta com um conjunto de medidas sanitárias, normas e procedimentos que a indústria imobiliária se propõe a adotar para retomar gradualmente suas atividades na capital paulista.

O documento foi entregue após reunião realizada com o secretário municipal da Casa Civil, Orlando Faria, e os presidentes Basilio Jafet (Secovi-SP), José Augusto Viana Neto (Creci-SP) e vereador Eduardo Tuma (Câmara Municipal).

A proposta ainda depende de análise e aprovação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Coordenadoria de Vigilância Sanitária, órgão responsável pelo acompanhamento da pandemia do novo coronavírus.

O material apresenta dois protocolos: um para a reabertura de estandes de vendas imobiliárias e outro para os escritórios das empresas de compra, venda, locação e administração de imóveis, condomínios e shopping centers.

A proposta teve por base a publicação Diretrizes para o Combate e Resposta à Covid-19, que visa orientar empresas com protocolos de prevenção e medidas de contingenciamento no ambiente de trabalho durante a pandemia causada pelo novo coronavírus.

O material foi produzido pelo SindusCon-SP (Sindicato da Construção), pela Abrainc (Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias), pelo Seconci-SP (Serviço Social da Construção) e Secovi-SP (Sindicato da Habitação), com apoio do Sintracon-SP (Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de São Paulo).

Para ver a cartilha na integra, clique aqui.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: