Sinduscon estima déficit de 15 mil trabalhadores no Rio Grande do Sul

Texto: Redação AECweb

Meta de expansão pode ser comprometida PR falta de mão de obra


18 de fevereiro de 2011 - No ano em que a construção civil gaúcha projeta crescimento de 5,5%, em relação a 2010, o déficit de mão de obra será de pelo menos 15 mil, estima o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Rio Grande do Sul (Sinduscon-RS).

Com cerca de 125 mil trabalhadores com carteira assinada nos canteiros de obras, além de outros 130 mil informais, a meta de expansão pode ser comprometida pela falta de pessoal. “A busca por trabalhadores é um dos principais entraves ao crescimento do setor hoje, ao lado da demora para os licenciamentos legais das obras. Em 2010, contamos com estoques de anos anteriores para dar conta da demanda”, diz o presidente do Sinduscon-RS, Paulo Garcia.

O dirigente acrescenta que a dificuldade encontrada pelas empresas no mercado de trabalho começa a fazer as construtoras segurar lançamentos de projetos.

Fonte: Zero Hora - RS