Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Sondagem revela pessimismo da indústria de materiais com o governo

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Levantamento feito pela Abramat revelou que apenas 12% das empresas associadas se disseram otimistas em relação às ações governamentais em abril, contra 45% em março


Para 33% das associadas da Abramat o resultado do desempenho em vendas no mês de março foi “bom” ou “muito bom” (Créditos: Mars0hod/ Shutterstock)

08/05/2019 | 16:46 – A sondagem mensal realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) com suas empresas associadas revelou, em abril, uma piora das expectativas do setor produtivo em relação às ações do governo para o segmento da construção civil nos próximos 12 meses.

Segundo o Termômetro Abramat, apenas 12% de suas empresas associadas se disseram otimistas quanto às ações governamentais em abril, enquanto 25% revelaram pessimismo. É a primeira vez, desde novembro de 2018, que as expectativas pessimistas superam as otimistas na pesquisa da associação. Outros 63% dos entrevistados em abril declararam “indiferença” nesse quesito.

Por outro lado, ainda segundo a sondagem da Abramat, 83% das associadas declararam intenção de investir, nos próximos 12 meses, na modernização dos meios de produção e na expansão da capacidade instalada. Esta é a primeira vez que a resposta atinge o patamar dos 80% desde setembro de 2012.

Para 33% das associadas o resultado do desempenho em vendas no mês de março foi “bom” ou “muito bom”. Com relação ao mês de abril, as expectativas de venda são majoritariamente positivas, com 54% das empresas projetando um desempenho “bom”, enquanto 4% responderam projetar faturamento “ruim”.

Segundo Rodrigo Navarro, presidente da Abramat, apesar da queda no otimismo da indústria, “o setor atua com uma visão de longo prazo e tem programado investimentos compatíveis com uma retomada de crescimento”.


Pela primeira vez, desde novembro de 2018, as expectativas pessimistas dos empresários superam as otimistas na pesquisa da associação
x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: