Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Tigre amplia atuação no exterior e inicia produção no Uruguai

Texto: Redação AECweb

Empresa investe dezesseis milhões de reais em sua nova unidade

02 de setembro de 2009 - O Grupo Tigre acaba de iniciar as operações de sua nova fábrica no Uruguai. Esta é a 10ª unidade da empresa no exterior. Com a Tub Conex Uruguay, a Tigre passa a contar com fábricas na Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Estados Unidos, Paraguai, Uruguai, além do Brasil.

A nova unidade está localizada em Libertad, município do estado de São José, localizado a 40 quilômetros da capital Montevidéu. Para este empreendimento a Tigre investiu R$ 16 milhões, do total de R$ 150 milhões de investimentos que a empresa previu para este ano.

“Este é mais um importante passo da Tigre na consolidação de nossa atuação no exterior. O Uruguai é um país de economia estável e com muitos projetos de infraestrutura e saneamento em andamento, além de ter localização estratégica na região”, explica o presidente da Tigre, Evaldo Dreher.

O objetivo da empresa é aumentar sua competitividade no mercado uruguaio neste cenário favorável, desenvolvendo novos negócios e reforçando sua presença local através de constantes ações de mercado junto às principais construtoras, projetistas e lojas de material de construção. Além disso, desde 2006 a Tigre mantém uma sólida relação comercial com o país abastecendo o mercado interno diretamente do seu Centro de Distribuição em Libertad.

A nova unidade produzirá tubos para água e esgoto, além de comercializar localmente grande parte dos produtos produzidos no Brasil e Argentina, já que o Uruguai trabalha com as mesmas normas técnicas destes países.

Com área total de 35.000 m² e 6.000 m² construídos, a planta no Uruguai contratará inicialmente 40 funcionários. “Já somos uma das maiores empresas do setor na América Latina e líder no Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguai e Chile.

Este investimento reforça nossos negócios internacionais, que já representam cerca de 20% do total de nosso faturamento anual”, completa Dreher. A empresa está otimista e espera fechar 2009 com crescimento de 6% em relação ao ano anterior, quando teve faturamento de R$ 2,3 bilhões.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: