Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Valor do aluguel sobe em ritmo menor

Texto: Redação AECweb

Investidor que tira dinheiro do banco para comprar segundo imóvel tem retorno abaixo de poupança e inflação

06 de junho de 2011 - O preço dos imóveis disparou na maioria das capitais e grandes cidades brasileiras, mas o valor dos aluguéis residenciais não acompanhou essa valorização. Esse descompasso pune o investidor que decide tirar o dinheiro do banco para imobilizá-lo em um segundo imóvel.

Na cidade de São Paulo, enquanto o metro quadrado dos lançamentos saltou 34,4% no ano passado, segundo a consultoria Embraesp, o valor da locação apurado pelo Secovi-SP (sindicato da construção de São Paulo) aumentou só 13,44%.

No final de 2009, um apartamento novo de dois dormitórios avaliado em R$ 300 mil poderia ser alugado por R$ 1.800 na capital paulista -0,6% do valor "imobilizado", praticamente o mesmo ganho à época na poupança.

Um ano depois, pelos números da Embraesp e do Secovi, esse mesmo apartamento custaria R$ 403,2 mil, mas o valor do aluguel não teria passado de R$ 2.041,92 -0,51% do capital investido, abaixo do ganho da poupança e dos índices de inflação no final de 2010.

E isso se fosse um contrato novo de locação, onde prevalece a livre negociação; um acordo em vigor teria reajuste anual linear de 11,32% -o IGP-M de 2010.

No banco, esse mesmo investidor teria obtido um ganho mensal médio de 0,92% num fundo de renda fixa e de 0,79% num fundo DI, sem descontar o Imposto de Renda, segundo a Anbima (associação das entidades do mercado de capitais).

Aplicações

"O investidor do residencial vai ter que prestar muita atenção para comprar um imóvel, porque ele não vai conseguir ganhar tanto quanto ganhava antes com o aluguel", diz Luiz Paulo Pompeia, da Embraesp.

"Por conta da subida dos valores de venda, o aluguel demora um pouco mais para ter reflexo. Quem paga aluguel não dá 30% a mais de um ano para outro", afirma.

Em Belo Horizonte, o aluguel residencial subiu em média 13% no ano passado, enquanto o valor dos imóveis lançados tiveram alta de mais de 30%, segundo o Creci (Conselho Regional dos Corretores) de Minas Gerais.

Nos últimos cinco anos, a valorização dos imóveis lançados atingiu 600%.

"O preço dos aluguéis subiu bastante em todo o país, mas não acompanhou a alta acentuada que tiveram os imóveis. Esses preços tendem agora a se equilibrar. Diria que veremos uma acomodação no valor de venda e, possivelmente, um aumento maior no preço da locação", diz Paulo José Vieira Tavares, presidente do Creci de Minas.

Aluguel Comercial

Para Pompeia, quem pretende obter renda com aluguel de imóveis deve apostar na locação de salas e de conjuntos comerciais.

Enquanto o aluguel de um imóvel residencial gira em torno de 0,5% e 0,6% do valor "imobilizado" ao mês, as salas comerciais conseguem locatários que pagam entre 0,83% e 1%.

O economista lembra que na Barra da Tijuca (zona oeste do Rio), o metro quadrado da locação subiu de R$ 60 para R$ 120 em um ano.

Fonte: Folha de S. Paulo - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: