Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Vencedores do Prêmio Talento Engenharia Estrutural 2013 são anunciados

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Evento realizado pela ABECE bate recorde de inscritos

foto

Em cerimônia realizada em outubro, em São Paulo (SP), a ABECE e a Gerdau anunciaram os vencedores do 11º Prêmio Talento Engenharia Estrutural, escolhidos entre 272 inscritos, número recorde desde o início da premiação.

Considerado o principal reconhecimento da área de engenharia estrutural no País, o Prêmio homenageia profissionais que contribuíram para a valorização do setor, em quatro categorias: Infraestrutura, Edificações, Obras de Pequeno Porte e Obras Especiais.

Avaliados por uma comissão de profissionais, os projetos foram selecionados a partir de critérios como o uso adequado de materiais, a economia de produtos durante a construção, a concepção estrutural e a implantação harmônica da estrutura em relação ao ambiente, os processos construtivos, a originalidade, a beleza e a criatividade.

Na categoria Infraestrutura, o vencedor foi João Luis Casagrande, com a obra Árvores Estruturais da Estação Uruguai do Metrô (Rio de Janeiro - RJ). Em Edificações, Suely Villela de Azevedo conquistou a premiação com o Edifício Faria Lima 3500 (São Paulo - SP). Entre os projetos de Pequeno Porte, o ganhador foi Fernando Fontenelle, com a Casa Folha (Angra dos Reis - RJ). Na categoria Obras Especiais, o prêmio ficou com Mário Terra Cunha, com o Museu de Artes Populares (João Pessoa - PB). O destaque do Júri foi Marcelo Coelho Ungaretti, com a Arena Corinthians (São Paulo - SP), enquanto a menção honrosa em Sustentabilidade foi para Vicente Antônio Geraldo de Stefano, com o Passeio das Águas Shopping (Goiânia - GO).

Neste ano, houve uma novidade na programação. Por meio de uma votação on-line no site do Prêmio, o público pôde escolher um dos trabalhos finalistas, entre todas as categorias. Com 44% dos votos, o selecionado foi João Luis Casagrande, com a obra Árvores Estruturais da Estação Uruguai do Metrô (Rio de Janeiro - RJ), que também recebeu uma menção honrosa.

Os primeiros colocados de cada categoria foram premiados com uma viagem a São Francisco (Califórnia - EUA) e uma visita técnica monitorada à obra Transbay Transit Center, considerado um novo marco da construção civil. O projeto inovador é alimentado por energia eólica e geotérmica, possui sistema de recuperação de água da chuva e conta com um parque público de 5,4 hectares.

VENCEDORES

CATEGORIA INFRAESTRUTURA

João Luis Casagrande
Obra: Árvores estruturais da estação Uruguai do metrô - Rio de Janeiro (RJ)
Projeto para mudança da estrutura no túnel da estação de metrô na Barra da Tijuca, com substituição de pilares de concreto por colunas metálicas em forma de árvore. A obra foi realizada com a estação em pleno funcionamento de ruas e paralisação do metrô.

CATEGORIA EDIFICAÇÕES

Suely Villela de Azevedo
Obra: Edifício Faria Lima 3500 - São Paulo (SP)
Empreendimento comercial com pilares inclinados 15º e ângulos variáveis em cada um dos pavimentos. Abriga ainda uma praça pública na área do térreo, livre de pilares, e terraços suspensos a amplas treliças metálicas.

CATEGORIA PEQUENO PORTE

Fernando Fontenelle
Obra: Casa Folha - Angra dos Reis (RJ)
A residência foi projetada fora dos padrões estruturais normais, utilizando todos os tipos de materiais para construção de grandes vãos, incluindo arcos de madeira e elementos metálicos para sustentar a cobertura. Seu diferencial é o inovador formato da cobertura que imita folhas das árvores, cuja estrutura foi feita em madeira laminada de eucalipto para vencer os amplos vãos da casa.

CATEGORIA OBRAS ESPECIAIS

Engenheiro: Mário Terra Cunha
Obra: Museu de Artes Populares - Campina Grande (PB)
Projeto inclui três pavilhões de exposição redondos, dispostos em formato de triângulo, interligados por um piso acessado externamente por duas rampas que contornam a obra. Construído em estrutura metálica e de concreto, o museu ocupa uma pequena faixa de terra na margem do açude, sendo que um dos pavilhões está situado sobre um espelho d’água que circunda a área.

DESTAQUE DO JÚRI

Engenheiro: Marcelo Coelho Ungaretti
Obra: Arena Corinthians - São Paulo (SP)
A construção do estádio contou com soluções pré-fabricadas de concreto com alto grau de industrialização associada a estruturas metálicas e mistas, que contribuíram para a racionalização da obra e foram determinantes em relação ao prazo e condições estabelecidas pelo cliente.

SUSTENTABILIDADE

Engenheiro: Vicente Antônio Geraldo de Stefano
Obra: Passeio das Águas Shopping - Goiânia (GO)
Edifício construído em dois níveis, sendo o pavimento térreo sobre o solo e o primeiro pavimento com estrutura em concreto pré-moldado, além de cobertura em estrutura metálica. Conta com soluções ecoeficientes, como fachadas de vidro com 20 metros de altura e equipamentos para redução do consumo de energia, sistema de captação e reutilização de águas pluviais, além de vagas para automóveis elétricos com postos de carregamento, bicicletários e ciclovias internas no estacionamento.

VOTAÇÃO ONLINE

Engenheiro: João Luis Casagrande
Obra: Árvores estruturais da estação Uruguai do metrô - Rio de Janeiro (RJ)
Projeto para mudança da estrutura no túnel da estação de metrô na Barra da Tijuca, com substituição de pilares de concreto por colunas metálicas em forma de árvore. A obra foi realizada com a estação em pleno funcionamento, sem necessidade de fechamento de ruas e paralisação do metrô.

Mais informações sobre o Prêmio Talento Engenharia Estrutural em www.premiotalento.com.br

Fonte: ABECE

 

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: