Venda de imóveis novos com dois dormitórios dispara em São Paulo

Texto: Redação AECweb

Aumento na demanda, entre outros fatores, está relacionado à alta dos preços

14 de outubro de 2011 - A procura por apartamentos de dois dormitórios cresceu muito na cidade de São Paulo em agosto. A participação dos imóveis com este perfil nas vendas totais, que habitualmente fica em torno de 40% a 45%, subiu para quase 70% em agosto, segundo pesquisa do Secovi (sindicato da habitação) que será divulgada hoje. "Isso mostra agilidade do mercado. E ocorre em todas as faixas", diz Celso Petrucci, economista do Secovi-SP. O aumento na demanda, entre outros fatores, está relacionado à alta dos preços. Em alguns bairros, onde antigamente só havia imóveis de quatro quartos, hoje, pelo mesmo preço, são lançados modelos com apenas dois.

"Temos hoje bairros mais caros onde o dois dormitórios cai bem, como Vila Olímpia, Itaim, Vila Mariana." Os preços dos apartamentos de dois quartos variam de R$ 150 mil a R$ 600 mil. "Há desde opções no Minha Casa, Minha Vida, até as de bairros mais caros." Mais da metade do volume vendido corresponde a unidades com área útil média entre 46 m2 e 65 m2. No volume total de imóveis novos residenciais vendidos no mês na cidade de São Paulo, que superou 2.230 unidades, o movimento foi de queda ante as 2.722 de julho. A queda geral em relação às vigorosas vendas de 2010 devem perder força. "No começo do ano, estávamos com 50% a menos do que 2010, mas deve cair para 5% a 10% em dezembro."

Fonte: Folha de São Paulo