Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Venda de imóveis residenciais cresce 45,5% em julho, segundo Secovi-SP

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

No acumulado de 12 meses, as vendas totalizaram 47.237 unidades comercializadas, um crescimento de 19,3% em relação ao período anterior

Com relação aos imóveis econômicos, em julho, 1.832 unidades foram vendidas e 13.730 ofertadas para venda, com VSO de 11,8% (Créditos: Antonio Salaverry/ Shutterstock)

01/09/2020 | 16:07 - A Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), apurou que 4.341 unidades residenciais novas foram comercializadas em julho na capital paulista. O valor é 45,5% maior do que o registrado no mês anterior, quando as vendas alcançaram 2.984 mil unidades, e 21,1% acima das vendas de janeiro do ano passado.

No acumulado de 12 meses, as vendas totalizaram 47.237 unidades comercializadas, um crescimento de 19,3% em relação ao período anterior (39.611 unidades).

Com relação aos imóveis econômicos, em julho, 1.832 unidades foram vendidas e 13.730 ofertadas para venda, com VSO (Venda Sobre Oferta) de 11,8%.

No segmento de mercado de médio e alto padrão, a pesquisa identificou 2.509 unidades vendidas, 1.983 unidades lançadas, oferta final de 15.705 unidades e VSO de 13,8%.

Já no tocante aos demais segmentos de mercado, o levantamento apurou 2.509 unidades vendidas, com oferta final de 15.705 unidades.

LANÇAMENTO

De acordo com dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), a cidade de São Paulo registrou, em julho, o lançamento de 2.614 unidades residenciais, valor 29,7% superior ao apurado em junho de 2019 (2.015 unidades) e 37,5% menor que julho de 2019 (4.183 unidades).

Em 12 meses, os lançamentos somaram 53.171 unidades, 6,2% superior às 50.080 unidades lançadas no mesmo período anterior.

Em relação aos imóveis econômicos, 631 unidades foram lançadas em julho. Nos demais segmentos, a pesquisa apontou o lançamento de 1.983 unidades.

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: