Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Venda de imóveis usados cresce 54,9% em São Paulo

Texto: Redação AECweb

De acordo com o Creci-SP, a capital foi a região do Estado que registrou maior alta

28 de abril de 2009 - As vendas de imóveis novos e usados registraram crescimento no mês de fevereiro em São Paulo, o que dá indícios de recuperação do mercado imobiliário após a queda verificada no último trimestre de 2008, com o agravamento da crise. As vendas de imóveis usados cresceram 54,99% em todo o Estado de São Paulo, em relação a janeiro, enquanto as de imóveis novos tiveram alta de 39,8% na capital. As duas pesquisas foram divulgadas pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP) e pelo Secovi, o sindicato da habitação.

"A confiança do consumidor voltou", afirma José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP. Foram vendidos 1.026 imóveis usados em fevereiro. As vendas de imóveis usados em todo o Estado já haviam crescido 40,7% em janeiro, ante dezembro de 2008.

"Com a alta nas vendas de usados em fevereiro, o mercado já recuperou as perdas do último trimestre de 2008", afirma Viana Neto. As vendas de imóveis usados enfrentaram sucessivas quedas a partir de outubro do ano passado, quando os efeitos da crise financeira se tornaram mais palpáveis. O resultado de fevereiro também é melhor que o do mesmo período do ano passado, quando as vendas de imóveis usados cresceram 11,94% ante janeiro de 2008.

A capital foi a região do Estado que registrou maior alta: vendas 140,29% maiores, seguida de 55,43% no interior e 54,66%, na região da Grande São Paulo. No litoral, as vendas cresceram 23,91%. A pesquisa do Creci-SP, mensal, foi realizada com 1.656 imobiliárias em 37 municípios de todo o Estado. Segundo Viana, o resultado positivo em todo o Estado é anterior ao lançamento, em março, do programa "Minha Casa, Minha Vida" do governo federal, o que traz otimismo ao setor imobiliário em relação aos próximos meses.

No segmento de imóveis novos, fevereiro também foi um mês de recuperação segundo outra pesquisa, conduzida pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP. A venda de imóveis novos residenciais na cidade de São Paulo cresceu 39,8% ante janeiro e registrou resultados próximos aos obtidos nos meses de fevereiro de anos anteriores.

As maiores vendas foram de imóveis de dois dormitórios, que representaram metade do total negociado no mês de fevereiro. Já o nicho de três dormitórios ficou com fatia de 37,0%. Unidades de quatro dormitórios ou mais foram responsáveis por 13,1% das vendas.

Fonte: O Estado de S. Paulo

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: