Vendas da Queiroz Galvão devem dobrar

Texto: Redação AECweb

Estimativas feitas pela Queiroz Galvão são de que em 2013 o faturamento seja triplicado e que todas as unidades vendidas somem R$ 1 bilhão

03 de janeiro de 2010 - O ano de 2010 será de crescimento para a Queiroz Galvão. A expectativa da empresa é de que o faturamento do seu braço imobiliário dobre no próximo ano. Para tanto, projetam um volume de vendas de R$ 600 milhões nos Estados de Pernambuco, São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro. No médio prazo, as estimativas feitas pela Queiroz Galvão são de que em 2013 o faturamento seja triplicado e que todas as unidades vendidas somem R$ 1 bilhão.

O otimismo se justifica pelos números alcançados pela empresa nos últimos três anos. Nesse tempo, o faturamento girou em torno de R$ 300 milhões em cada ano. Um recorde para a companhia, em seus mais de 30 anos de atividades no ramo da construção civil imobiliária. Contribui ainda a continuidade de uma conjuntura favorável macroeconomicamente no Brasil e as boas previsões para o mercado imobiliário em todo o País em 2010.

A Queiroz Galvão Desenvolvimento Imobiliário irá focar seus próximos lançamentos na linha conhecida como econômica, através da sua linha Slim (criada para esse nicho de mercado) e construindo dentro do programa federal Minha casa, minha vida. Pretende também entrar em mercados de outras capitais brasileiras.

Até este ano, a empresa já construiu 3 milhões de metros quadrados em habitações. Com o volume de obras duplicado, a expectativa também é de aumento na geração de empregos diretos e indiretos.

Fonte: Jornal do Commercio