Vendas de materiais de construção crescerão

Texto: Redação AECweb

Mercado projeta um crescimento de 11% para 2011, de acordo com presidente da Anamaco

11 de março de 2011 - Em paralelo à evolução da construção civil, aquecida pelo ascendente consumo da classe C e os estímulos do governo federal, o mercado de materiais de construção projeta um crescimento de 11% para 2011, como declarou o presidente da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), Cláudio Conz.

"Terminamos 2010 com mais de 900 mil unidades do "Minha Casa, Minha Vida" contratadas e outras coisas ainda estão por vir", justificou Conz. O representante do segmento realçou a importância do pequeno consumidor para o mercado em questão. "O consumidor formiga representa 77% do consumo de materiais de construção no Brasil."

Para Conz, diversas ações governamentais, como o aumento do crédito, os financiamentos e as desonerações tributárias, tem feito crescer a importância do consumo individual para a cadeia produtiva do setor da construção civil. "A tendência é de crescimento", declarou o presidente da Anamaco, confiante na disponibilidade de crédito imobiliário e na participação do setor no Produto Interno Bruto (PIB).

No entanto, o maior desafio do setor, como confirmou Conz, é a escassez de mão de obra especializada. "Já está faltando gente no mercado. Precisamos investir mais em qualificação, para evitar acidentes, gerar emprego e renda", afirmou o representante.

Fonte: DCI - SP