Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Vendas de material de construção crescem 7,8%

Texto: Redação AECweb

De acordo com o estudo da Anamaco, de janeiro a novembro, o segmento registrou alta nas vendas de 10,5% sobre o mesmo período do ano passado.

08 de dezembro de 2010 - As vendas no varejo de material de construção cresceram 7,8% em novembro na comparação com outubro e 8,5% sobre novembro de 2009, segundo dados da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), em pesquisa realizada em parceria com o Ibope Inteligência.

De acordo com o estudo, de janeiro a novembro, o segmento registrou alta nas vendas de 10,5% sobre o mesmo período do ano passado. Nos últimos 12 meses, o índice foi de 11%. Para dezembro, o presidente da Anamaco, Cláudio Elias Conz, afirma que o setor está otimista, principalmente devido ao anúncio da prorrogação da redução do IPI até dezembro do ano que vem para a cesta básica de material de construção.

"A prorrogação da redução do IPI tem um papel fundamental no aquecimento da nossa cadeia produtiva e o governo entendeu a importância da manutenção dessa medida, pois ela beneficia, sobretudo, a parcela da população mais carente, a que tem renda familiar de até 5 salários mínimos", afirma em nota. Sem o benefício, os materiais teriam custo 8,5% maior, em média, para o consumidor final. "Para quem estava construindo uma casa popular (em torno de R$ 40 mil), o benefício significou uma economia de aproximadamente R$ 1,5 mil ou a construção de um banheiro", afirmou Conz.

Segundo estimativas da entidade, que representa 138 mil lojas de material de construção no país, o setor deve encerrar 2010 com 11% de crescimento sobre 2009, quando bateu recorde de faturamento, ou seja, R$ 45,04 bilhões.

Fonte: Monitor Mercantil

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: