Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Vice-presidente da Caixa defende o Minha Casa, Minha Vida

Texto: Redação AECweb

Executivo do banco, Jorge Fontes Hereda, disse que José Serra afirma que programa não existe e não atende as famílias carentes

22 de outubro de 2010 - O vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Fontes Hereda, defendeu ontem o programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, de críticas que, segundo ele, foram feitas pelo candidato à Presidência da República José Serra (PSDB).

Segundo Hereda, o candidato tucano "tem ido constantemente à TV e dito que o programa não existe, que não atende [famílias] de zero a três [salários mínimos]".

Durante assinatura de um contrato para construção de 312 apartamentos destinados a famílias com renda de até dez salários mínimos em Ribeirão Preto, o vice-presidente da Caixa buscou justificar declarações de que o programa federal não existe.

Ele afirmou que no período de eleições "algumas pessoas acreditam que casa brota do chão". "E quando a gente tem oportunidade de esclarecer essa história, a gente tenta", disse, em entrevista à Folha.

Durante seu discurso, Hereda não citou nominalmente Serra nem o PSDB. Porém, questionado em entrevista logo em seguida, o executivo do banco disse que é "impossível não dizer que o candidato do PSDB tem ido à TV constantemente e dito que o programa não existe".

"Eu acho que esse programa é muito importante para o país, independentemente de eleição. Eu acho que a gente precisa respeitar esse esforço que está sendo feito pela sociedade brasileira, a começar pelo governo", disse Hereda.

O contrato assinado em Ribeirão está orçado em R$ 30,2 milhões. As obras serão realizadas no Jardim Monte Alegre. A prefeita Dárcy Vera (DEM), que apoia Serra, não se manifestou sobre as declarações de Hereda.

Fonte: Folha de S. Paulo - SP

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: