Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Visitas a obras sustentáveis marcam presença da Vanzolini na Batimat 2011

Texto: Redação AECweb

Em Paris, Fundação levou arquitetos, engenheiros e empresários brasileiros ao novo bairro sustentável de Paris Rive Gauche

18 de novembro de 2011 - Uma série de visitas técnicas a empreendimentos sustentáveis e seminário internacional marcou a participação da Fundação Vanzolini na Batimat 2011, maior salão da construção civil realizado a cada dois anos desde 1959 em Paris. Promovido entre os dias 7 e 12 de novembro, o evento – que nesta edição prestou especial homenagem ao Brasil – reuniu 2.382 expositores, dos quais 44% provenientes de 55 nações estrangeiras, e perto de 380 mil visitantes, numa área de exposição superior a 200 mil metros quadrados.

No dia 8, a Fundação Vanzolini levou arquitetos, engenheiros e empresários brasileiros ao novo bairro sustentável de Paris Rive Gauche, situado na região sudoeste da cidade, junto à estação de metrô Quai de la Gare. Planejado e gerenciado pela empresa francesa Semapa e certificado pelo sistema francês HQE (Haute Qualité Environnementale), metodologia que originou o Processo AQUA no Brasil, o empreendimento foi inicialmente apresentado pelo arquiteto Gilles de Mont Marin através de uma maquete.

Construído sobre um grande terreno de 2,7 quilômetros, quase abandonado, junto ao rio Sena, Paris Rive Gauche surgiu a partir de 1996 com o compromisso de interligar o centro à periferia, mediante incentivo aos meios de transporte de baixo impacto ambiental – bicicleta, metrô e ônibus –, bem como promover a correta gestão da água, do lixo, da energia e da poluição sonora.

Composto de residências, escolas, escritórios de grandes empresas, comércio e áreas destinadas ao lazer e à cultura, este bairro sustentável parisiense constitui exemplo de polo urbano misto onde usuários e moradores têm, entre outros, o dever de zelar pelo plantio de árvores e a limpeza das calçadas e canteiros de obras.  

No dia 10, a Fundação Vanzolini promoveu outra visitação, desta vez a um conjunto de edifícios comerciais e habitacionais, novos e retrofitados, com selo ambiental da Qualitel-Cerqual, organismo francês de certificação de empreendimentos habitacionais, e da Certivéa-CSTB (Centre Scientifique et Technique du Bâtiment), responsável pela certificação de prédios comerciais e referência mundial em pesquisas na construção civil.

Acolhidos pela Semavip, uma das sociedades de economia mista encarregadas da renovação urbana de Paris e responsável pelas obras, os visitantes puderam apreciar vários projetos urbanísticos in loco.

O primeiro, denominado “Claude Bernard”, se estende por 14,5 hectares a nordeste da cidade e conjuga toda a diversidade de um bairro tipicamente parisiense, com 103 mil metros quadrados de escritórios, unidades habitacionais e equipamentos para a coletividade. Apoia-se na reabilitação das margens do canal Saint-Denis, extensão da malha ferroviária e metroviária e reconversão dos armazéns MacDonald – antigo hospital que foi vendido ao poder público – em um conjunto de 1500 habitações, das quais metade destinada às camadas mais pobres da população, com superposição de atividades comerciais e residenciais.

Outro empreendimento, de âmbito comercial, denominado Le Millénaire e certificado HQE, evidenciou a atual preocupação dos franceses com a gestão dos recursos naturais, bem como com a qualidade dos espaços interiores – o isolamento térmico e acústico, a coleta da água da chuva, o acesso de portadores de deficiência física e a redução do uso de produtos químicos – em 140 lojas espalhadas por uma área de 56 mil metros quadrados. 

Seminário internacional

Outra atividade organizada pela Fundação Vanzolini durante a Batimat 2011 foi o seminário técnico internacional “Certificação e mercado da construção sustentável – Démarche HQE, Processo AQUA”, no dia 9.

Aberto pelo presidente da Fundação Vanzolini, Antônio Rafael Namur Muscat, e do vice-presidente e diretor da área de Certificação, José Joaquim do Amaral Ferreira, também contou com a presença de Manuel Carlos Reis Martins, coordenador executivo do Processo AQUA.        

Do evento fizeram parte, ainda, Pascal Cloix, que tratou do modelo HQE-Certivéa de certificação na França para o setor comercial; Ana Cunha, que apontou a evolução e os resultados da aplicação do selo HQE-Qualitel para edifícios habitacionais; Anne-Claire Freyd, do CSTB, que apresentou a SBAlliance (Sustainable Building Alliance) aliança mundial de certificadoras presentes em 14 países, e da qual a Fundação Vanzolini é membro fundador e ocupa a vice-presidência.

Representando a Fundação Vanzolini, Manuel Carlos Reis Martins apresentou a evolução do Processo AQUA no Brasil, lançado em 2008 e líder de mercado desde o final de 2010, com 48 empreendimentos certificados, destacando os benefícios que levaram o mercado a essa preferência.

Para encerrar o seminário, Ricardo Toscani, diretor de construção da OR-Odebrecht, apresentou o Park One Ibirapuera, primeiro empreendimento residencial sustentável da empresa a receber a certificação AQUA na fase Programa, recém-lançado no mercado imobiliário paulista. Toscani apontou que nas últimas pesquisas realizadas pela empresa já se observou o alto grau de conhecimento e a disposição dos clientes em pagarem mais por um apartamento sustentável. "Já existe uma indicação pela sustentabilidade em empreendimentos deste nível e acreditamos que esta é uma tendência de mercado num curto espaço de tempo. Além disso, as escolas estão oferecendo educação ambiental às futuras gerações e, dentro de 15 anos, serão elas os nossos principais clientes”, completou Toscani

Fonte: Fundação Vanzolini

x
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins: