Votorantim Cimentos prepara IPO de US$ 3 bilhões, dizem fontes

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Empresa pode fazer aquisições nos EUA, América do Sul, África e em alguns países da Europa

20 de dezembro de 2012 - A Votorantim Cimentos, a maior produtora de cimento no Brasil, está prepararando uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) de pelo menos US$ 3 bilhões, segundo três pessoas com conhecimento direto do assunto.

A empresa contratou o Banco Itaú BBA e o JPMorgan Chase & Co. para gerirem o processo e vai ainda incluir bancos adicionais, disseram as fontes, que pediram para não ser identificadas porque o plano não foi tornado público. O IPO será executado no próximo ano, disseram as fontes.

Em comunicado enviado por e-mail, a empresa afirmou que "tal ação não está nos planos atuais na Votorantim".

A Votorantim Cimentos, que avançou em seis países neste ano, pode fazer aquisições nos EUA, América do Sul, África e em alguns países da Europa, disse o ex-executivo-chefe Walter Schalka, em agosto. Um IPO de US$ 3 bilhões seria a maior oferta no Brasil desde a do Banco Santander Brasil, que em 2009 atingiu US$ 7,5 bilhões.

A unidade de cimento do Grupo Votorantim, que é controlado pela família Ermírio de Moraes, acertou em junho com a Camargo Corrêa a troca de sua participação de 21,2% na Cimpor Cimentos de Portugal por ativos. A Votorantim ganhou acesso aos mercados de China, Índia, Turquia, Marrocos, Tunísia e Espanha, acrescentando 778 milhões de euros (cerca de US$ 1 bilhão) em vendas anuais, de acordo com um comunicado de 25 de junho.

Funcionários do Itaú BBA e do JPMorgan se recusaram a comentar sobre o plano de IPO e pediram para não serem identificados, de acordo com as políticas das empresas.

Fonte: Valor Econômico