Wilson Sons Rebocadores inicia novo ciclo de embarcações

Texto: Redação PE

A Wilson Sons Rebocadores, empresa de apoio portuário do Grupo Wilson Sons, recebeu no final de março o rebocador WS Phoenix. A embarcação, construída pela Wilson Sons Estaleiros, no Guarujá, é a primeira de uma série de 12 com previsão de entrega até 2016. O investimento total é de US$ 140,7 milhões, dos quais 84% são financiados pelo Fundo de Marinha Mercante.

“O WS Phoenix marca um novo momento para a Wilson Sons Rebocadores”, diz o diretor operacional da companhia, Sérgio Guedes. “Hoje, temos outros 65 rebocadores em operação e prestamos serviço em toda a costa brasileira. Com essas novas embarcações, nossa capacidade de atender tanto operações tradicionais quanto especiais irá crescer.”

O novo rebocador é da série 2411 e possui tração estática (bollard pull) de 72 toneladas. Assim como os outros que estão previstos, o WS Phoenix é equipado com sistema de combate a incêndio (Fire Fighting 1) e possui motor Caterpillar. Um diferencial da nova série são os propulsores fabricados pela Schottel.

Até o final de 2014, outras quatro embarcações com especificações semelhantes serão entregues pela Wilson Sons Estaleiros. Os demais rebocadores serão cinco 2411 com tração de 55 toneladas e dois 3212 com 85 toneladas de bollard pull.

A entrega do WS Phoenix marca também uma mudança na identidade das embarcações da empresa. Os rebocadores do Grupo, que são batizados com nomes de corpos celestes, passam agora a conter o prefixo WS, aumentando a identificação com a Wilson Sons. As próximas embarcações já serão batizadas com esse prefixo e, aos poucos, essa identidade será passada também para os rebocadores que já estão em operação.

“Para nós, é muito importante que nossos clientes, parceiros e as autoridades portuárias saibam que se trata de uma embarcação da Wilson Sons Rebocadores só de ler o nome. Temos a maior frota do Brasil e somos reconhecidos pela excelência em nossas operações. O prefixo WS vai nos ajudar a difundir esse conceito”, destaca Guedes.

Fonte: divulgação