Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Extintores de incêndio

Essenciais para garantir a segurança nas edificações, os extintores de incêndios são equipamentos manuais utilizados para combater os primeiros focos de fogo.

Como escolher extintores de incêndios?

O dimensionamento desses dispositivos deve obedecer às regulamentações do Corpo de Bombeiros e das normas técnicas vigentes. Os extintores precisam, também, ser submetidos à certificação pelo Inmetro e contar com um selo de conformidade emitido pelo órgão.

As características físicas da edificação, a atividade exercida no local e o número de pessoas que habitam ou circulam no empreendimento influenciam o projeto de proteção ao fogo e, consequentemente, o cálculo e distribuição dos extintores.

Conheça os principais tipos de extintores

Os equipamentos são classificados em função da categoria de incêndio que podem combater.

O extintor de CO2 é indicado para focos que envolvam equipamentos elétricos energizados e incêndios de classes A (materiais sólidos, como madeira, papel e tecido) e B (líquidos inflamáveis).

Há, também, o extintor de pó químico, recomendado para conter incêndios de classe B, e o extintor de água, que deve ser utilizado exclusivamente em incêndios do tipo A.

Existem, ainda, os extintores de espuma, com bom desempenho para combater chamas geradas por líquidos inflamáveis e materiais sólidos, mas que são vetados para incêndios classe C.

Instalação e manutenção

Cada extintor de incêndio deve ser claramente identificado quanto à sua indicação. Os equipamentos precisam ser instalados em locais cujo acesso não seja bloqueado por eventual fogo.

Muita atenção deve ser dada ao prazo de validade. Os extintores devem ser submetidos a inspeções e a recargas periódicas, como determinado pela ABNT NBR 12.962:2016 ? Extintores de incêndio ? Inspeção e manutenção.

Leia mais:

Os riscos de incêndio na edificação: como minimizar o problema

Soluções contra incêndios devem ser previstas no projeto