Edificações sustentáveis: como planejar uma?

Para atender a demanda das construções mais sustentáveis, é preciso formar profissionais e gerar uma nova cultura junto aos consumidores.

Publicado em: 01/08/2011

Texto: Redação AECweb



Entrevista: Kurt Amman.

Edificações sustentáveis: como planejar uma?


Redação AECweb


“Por meio da educação é possível pensar e desenvolver projetos sustentáveis, ao mesmo tempo em que se conscientiza a população sobre seus benefícios”. Quem afirma é o professor doutor Kurt André Pereira Amann, coordenador do curso de Engenharia Civil da FEI - Centro Universitário Inaciano – e do curso de especialização em “Planejamento e Gestão de Construções Sustentáveis”. Segundo ele, é preciso disseminar esse conceito entre os profissionais de engenharia e arquitetura para atender as novas demandas do mercado, que crescem a cada dia. Nesta entrevista ao AECweb, Kurt Amann destaca que em empreendimentos sustentáveis é preciso treinar os funcionários e levar essa cultura aos futuros ocupantes dos imóveis. E alerta que “quem está acostumado a fazer gestão só de custo e prazo, vai ter que lidar com questões, como o descarte de materiais”.

AECweb - Quando a sustentabilidade entra em pauta no desenvolvimento de um empreendimento?
Kurt Amman - A questão de sustentabilidade já deve aparecer na proposta do empreendimento, antes mesmo de ser colocada no papel. É possível realizar alguns esforços localizados e ter alguns benefícios, mas a sustentabilidade tem que ser lançada como proposta. Algo que chama a atenção é a redução no consumo, por exemplo, de água, de energia, e medidas indiretas como a emissão do CO². É preciso olhar e pensar em como isso será solucionado.


AECweb - E como pensar o projeto sustentável?
Kurt - Os projetistas precisam conhecer quais as tecnologias que estão disponíveis para atender as exigências que os projetos demandam. Por exemplo, dependendo da fachada do empreendimento, não será necessário o uso de ar condicionado. Isso influencia na sustentabilidade, pois afeta diretamente o consumo energético.


AECweb - Como garantir a gestão sustentável do empreendimento?

Kurt - Dentro da etapa de construção, a empresa tem que trabalhar a proposta com os funcionários, olhar o projeto no canteiro de obras, o cronograma de execução da obra. A empresa precisa levar em conta os aspectos de redução de consumo e as questões de reciclagem. Até os funcionários precisam ser treinados sobre sustentabilidade. E vou mais longe, quem vai comprar o imóvel tem que receber um treinamento de como usá-lo de forma sustentável, mas isso já é uma questão cultural.


AECweb - Quais seriam as propostas para as construtoras realizarem mais empreendimentos sustentáveis?

Kurt - Tenho duas propostas. A primeira seria um incentivo do governo. No Rio de Janeiro já existe um projeto que propõem a criação de um selo verde que, entre outras medidas, agiliza o processo de aprovação da planta, se a construção se comprometer a realizar alguns benefícios, como a redução no uso de água, de energia e de emissão de CO², e realizar a reciclagem dos materiais. Qualquer tipo de benefício que o governo venha a oferecer será muito bem-vindo para que as empresas sejam mais estimuladas a trabalhar com essa proposta, já que boa vontade não falta por parte delas.


AECweb – E a segunda?

Kurt - A segunda proposta é a educação sustentável para a população em geral. Só assim ela será estimulada a olhar para uma série de coisas que não olhava, como por exemplo, a reciclagem. É algo que, se não houver um incentivo educacional, será ineficiente e a pessoa vai deixar de fazer. As crianças quando vão escovar os dentes já fecham a torneira, enquanto alguns adultos ainda não adquiriram esse hábito.


AECweb – Os consumidores pagam mais caro por um imóvel sustentável?

Kurt - Algo que está acontecendo é que as empresas estão investindo mais em empreendimentos sustentáveis, mas acabam tirando do bolso e não repassam para o consumidor final o investimento que chega a 5% em tecnologias sustentáveis. Muitos não repassam este custo nesta etapa de geração da cultura da sustentabilidade entre os consumidores. Até porque desejam dar visibilidade à produção de algo diferenciado, querem que as pessoas entrem em contato com essa novidade, que é um processo que ainda está no inicio. Mas, se o conceito de sustentabilidade não for trabalhado com a população e o comprador não perceber como algo interessante, ele vai atravessar a rua e comprar outro imóvel que seja R$ 100,00 mais barato.


 AECweb - Em relação à área de compras, há algum item que exige mais do gestor na hora de adquiri-lo?

Kurt - As novas tecnologias são as mais difíceis de encontrar, pois é difícil achar quem as produza. Provavelmente não encontraremos três empresas que produzam peças semelhantes, ou encontraremos empresas que estão começando e é necessário avaliar a proposta, a ainda tem outras que o preço é muito acima do orçamento. Mas se bem suportado com parte técnica, a área de compras consegue trabalhar sem dificuldades. Infelizmente na construção civil é assim, é mais compra da tecnologia do que o desenvolvimento.


AECweb - A construção de um empreendimento para a certificação, como o LEED ou AQUA, exige mais do gestor do projeto?

Kurt - Na gestão do processo, a grande preocupação - e o que mais conta em uma obra - é prazo e custo. A boa escolha de uma tecnologia, se o projeto foi bem pensado, acaba sendo algo que mais salienta. As construções que são para as certificações, por exemplo, possuem diretrizes bem estabelecidas, pois há uma atenção sob os itens a serem cumpridos. Quem está acostumado a fazer gestão só de custo e prazo, vai ter que lidar com questões, como o descarte de materiais.


AECweb - E como é o curso para os profissionais das áreas de arquitetura e engenharia?

Kurt - É um curso de especialização em Planejamento e Gestão de Construções Sustentáveis e tem o objetivo de capacitar as pessoas para atender as demandas de sustentabilidade na área civil. Serão abordados temas como o desenvolvimento de habilidades e tecnologias necessárias para essa nova demanda, tanto ambiental, como sócio-cultural, tecnológica e econômica, como sistemas de certificação de edifícios, materiais de construção sustentáveis, sistemas e instalações sustentáveis, a importância dos projetos integrados de construção e transporte sustentável, além da gestão dos riscos ao meio ambiente, saúde e segurança na construção. É um curso voltado para engenheiros, arquitetos, gestores de planejamento urbano e profissionais que atuam na área de infraestrutura da indústria da construção.

Redação AECweb


Edificações sustentáveis: como planejar uma? KURT ANDRÉ PEREIRA AMANN é professor e coordenador do curso de engenharia civil do Centro Universitário da FEI; Mestre e doutor em engenharia civil pela Poli-USP. Atuou como engenheiro civil autônomo em licenciamento municipal, estadual e ambiental de empreendimentos na região do Grande ABC (1995-1999) e projetou estruturas, fundações e executou levantamentos topográficos (1996-2000). Foi diretor da empresa Amann Engenharia (1998-2001). É membro da Associação Brasileira de Mecânica dos Solos - ABMS desde 2000 e do Instituto Brasileiro do Concreto - IBRACON desde 1999 – desde então orienta as equipes da FEI para participação de competições universitárias em concreto promovidas pelo instituto. Foi representante da FEI no comitê de Bacias Billings-Tamanduateí, de 2005 a 2006. Representa a FEI na Rede de Homólogos de Engenharia da Associação Latino Americana de Universidades Jesuítas (AUSJAL), desde 2005.