Papel de parede e tecidos ganham espaço em ambientes úmidos

Materiais são boas apostas para quem quer dar um toque especial a lavabos, banheiros e cozinhas de forma prática e rápida

Publicado em: 24/10/2014Atualizado em: 17/10/2022

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Texto: Graziela Silva


cozinha-papel-de-parede
Papel dá ares de sofisticação a essa cozinha. Produto da Wallpaper (divulgação).

Papel de parede e tecidos estão cada vez mais presentes nas chamadas áreas úmidas, como lavabos, banheiros e cozinhas. A tendência, consolidada em países da Europa e da América do Norte, vai ganhando espaço por aqui.

"É uma mudança de paradigma. Primeiro tivemos acesso a papéis importados, emborrachados ou com camada impermeabilizante, que podem ser aplicados com tranquilidade nesses espaços", conta a arquiteta e designer de interiores Juliana Savelli, que observa uma mudança de visão sobre esses produtos por parte do consumidor brasileiro e também nas práticas de manutenção residencial. "Até por questões ambientais, já não se utiliza água em abundância na limpeza, favorecendo a aceitação.”

Com exceção do lavabo, que recebe pouca umidade, as demais áreas úmidas devem ser muito bem ventiladas para que um papel de parede ou adesivo seja aplicado. A umidade do chuveiro, por exemplo, pode causar bolores nesses materiais
Nátali de Mello

Em sintonia com essas transformações, a oferta de produtos nacionais teve reforço, embora esteja limitada a alguns fabricantes. “É um mercado que ainda está em crescimento”, pontua a arquiteta Nátali de Mello. “Mas já temos muito mais opções do que há alguns anos. E acredito que a tendência seja crescer muito mais, à medida que o mercado ficar mais competitivo e as empresas oferecerem novos materiais a bons preços. Fora do país é muito comum ter revestimento cerâmico somente nas áreas realmente molhadas”, avalia a profissional.

banheiro-papel-parede
Aplicação em uma única parede mudou completamente
este lavabo. Produto da Flok Tecido Adesivo (divulgação).

VANTAGENS

Sejam nacionais ou importados, não faltam motivos para vencer a resistência inicial e lançar mão de papel de parede e tecidos autocolantes nas áreas úmidas. “São diversas as vantagens: praticidade e limpeza na aplicação. Em apenas três horas, tem-se um banheiro totalmente renovado”, aponta Regina Santos, gerente de Negócios da fabricante Wallpaper. “É também um produto de fácil troca”, completa.

São diversas as vantagens: praticidade e limpeza na aplicação. Em apenas três horas, tem-se um banheiro totalmente renovado
Regina Santos

Somam pontos a favor desses revestimentos a obra mais limpa e descomplicada. “Muitas vezes nem é necessário quebrar o revestimento ou retirar a pintura existente, bastando aplicar os materiais sobre eles. Isso evita poeira, desgaste com obras e gera menos resíduos”, acrescenta Nátali. Daniel Belarmino, da fabricante Panólatras, destaca a ampla variedade de estampas e padrões. “É possível dar um toque especial, aplicando em apenas uma parede a estampa certa.”

Juliana Savelli vai na mesma linha. Para a arquiteta, os materiais acabam sendo uma opção econômica para a decoração de ambientes, pois não é necessário cobrir todas as paredes para obter o efeito desejado. “O lavabo, por exemplo, é uma área pequena. Dá para investir em papel mais caro, que vai dar um ar sofisticado ao ambiente, o que não é tão simples apenas com uma pintura”, compara.

Confira também: 

Cerâmica esmaltada




Razões para investir na solução

  • É opção para personalização rápida e prática
  • Em alguns casos, a aplicação dispensa a retirada de revestimentos existentes
  • A gama de estampas e padronagens é mais ampla que a de produtos cerâmicos
  • A aplicação em apenas uma parede é suficiente para dar brilho extra ao ambiente

COMO ESCOLHER

Papéis de parede emborrachados, vínílicos e com camada impermeabilizante são os mais recomendados, dizem os profissionais. No caso dos tecidos, o ideal é escolher aqueles fabricados com fibras sintéticas, como poliéster, e tratamento impermeabilizante. Não que as opções tradicionais estejam descartadas, mas deve-se antes considerar as funcionalidades do ambiente em questão. “Já aplicamos em cozinha até revestimento de seda, mas era um espaço em que se utilizava basicamente o forno”, conta Regina, da Wallpaper. A dica da arquiteta Nátali de Mello é sempre consultar o fabricante, para certificar-se da possibilidade de emprego de determinado produto em áreas úmidas. Ela complementa: “Em banheiros, evite os produtos aplicados com cola à base de água, pois podem desgrudar com a umidade”.

É BOM SABER Importante ter em mente que, mesmo os produtos mais resistentes, não podem ficar em contato direto com a água. As áreas do box e da banheira são terrenos proibidos. Na parte próxima à pia, a sugestão de Nátali é trabalhar com um frontão alto, de forma a evitar que o material receba respingos frequentes. Na base, a mesma proteção: conte com um rodapé generoso, assim, na limpeza do piso diminui-se o risco danos ao produto.

Outra contraindicação é a aplicação em espaços com ventilação deficiente. “Com exceção do lavabo, que recebe pouca umidade, as demais áreas úmidas devem ser muito bem ventiladas para que um papel de parede ou adesivo seja aplicado. A umidade do chuveiro, por exemplo, pode causar bolores nesses materiais”, aconselha a arquiteta.





Prazo de validade

A durabilidade dos produtos é bem inferior a de revestimentos cerâmicos. O que não é problema para quem gosta de dar cara nova aos ambientes da casa com certa frequência. Porém, se bem conservados, podem ter vida útil de dez anos. Consulte o fabricante sobre os cuidados de manutenção: na limpeza considere sempre que trata-se de um produto mais delicado.


banheiro-papel-parede
Usar rodapé e frontão generosos ajuda a proteger o
revestimento de respingos frequentes.
Projeto da arquiteta Juliana Savelli (arquivo pessoal).

CUIDADOS NA APLICAÇÃO

Como qualquer revestimento, papéis e tecidos exigem substrato íntegro. Segundo Fernando de Souza, da Flok Tecido Adesivo, não é recomendado o uso em bases com umidade, oleosas, sujas e com poeiras. O ideal, orienta a arquiteta Juliana Savelli, é a parede regularizada e preferencialmente ‘queimada’, ou seja, com uma primeira demão de tinta. A aplicação sobre azulejos deve ser avaliada. “O problema nesse caso é o papel fotografar as junções. É preciso passar massa e lixar a superfície antes de instalar o produto”, explica Regina, da Wallpaper.

Sobre a instalação, os representantes da Panólatras e da Flok Tecido Adesivo afirmam que os produtos das marcas dispensam mão de obra especializada. No caso da Wallpaper, esclarece a gerente de Negócios, a recomendação é de sempre contar com a ajuda de instalador, que tem conhecimento sobre como preparar a cola e executar perfeitamente as junções da estampa. Para Juliana, a decisão merece análise, pois pode fazer toda diferença no resultado final. Tecidos mais finos, por exemplo, podem exigir a chamada dublagem, que é a colocação de outro tecido mais encorpado por baixo do principal. Além dos instaladores de papel de parede, a sugestão é recorrer a profissionais que trabalham com aplicação de adesivos publicitários.





Como obter um resultado de encher os olhos

  • Dê preferência aos papéis emborrachados e vínílicos. Tecidos: aposte naqueles de fibra sintética com tratamento impermeabilizante
  • Sinal vermelho: nada de aplicar na área do box, próximo à banheira ou em ambientes sem ventilação
  • Para proteger os materiais de respingos frequentes de água, vá de frontão e pé direito mais altos
  • Deixe a parede no ponto: uniformize e limpe para que fique sem sujeiras, óleo ou pó
  • Avalie: a ajuda de profissional com conhecimento na instalação do produto pode fazer a diferença no resultado final.

Colaboraram para esta matéria

 
Daniel Belarmino – Sócio-diretor da Panólatras 
 
Fernando de Souza – Presidente da Flok Tecido Adesivo
Juliana Savelli – Arquiteta, urbanista e historiadora. Formada pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, é especialista em design de interiores e iluminação. Possui escritório em São Paulo e Brasília e desde 2013 está à frente da sua própria escola de design, o 1+1 estúdio, oferecendo cursos livres na área de design de interiores.
Nátali de Mello – Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Unesp em 2006, iniciou sua carreira como arquiteta ainda durante a faculdade, trabalhou em empresas renomadas até 2010, quando abriu seu próprio escritório. Hoje desenvolve projetos residenciais, comerciais, paisagísticos e de interiores.
 
Regina Santos – Gerente de Negócios da Wallpaper