Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Saiba como escolher misturadores para banheiros e cozinhas

Além de estética e preço, é preciso ficar atento a requisitos técnicos e às dimensões na hora de especificar esses componentes hidráulicos. Confira:

Publicado em: 09/03/2021Atualizado em: 16/05/2023

Texto: Juliana Nakamura

Misturadores
Entre as principais características dos misturadores estão os dois registros independentes (Foto: Rodenberg Photography/Shutterstock)

Presentes em cozinhas e banheiros, os misturadores se caracterizam, de maneira geral, por apresentarem dois registros independentes, permitindo variações de temperatura com o uso de água quente e fria. Um pré-requisito básico para o uso desses dispositivos hidráulicos, em detrimento às torneiras comuns, é a disponibilidade de água quente. Além disso, exceto no caso dos modelos monocomando, os misturadores demandam mais espaço para instalação, seja na bancada ou na parede.

METAIS EM EVOLUÇÃO

Ao longo dos últimos anos, os misturadores passaram por um processo de evolução, tanto com relação à funcionalidade, quanto à estética. Surgiram, por exemplo, os modelos com sistema de abertura de 1/4 de volta com pastilha cerâmica, que apresentam maior durabilidade (acima de 500 mil ciclos). “Também foram promovidos incrementos como a inclusão de filtros de água e a aplicação de arejadores que economizam até 60% de água durante o uso", comenta Cleber Trindade, executivo de marketing na Meber Metais. Segundo ele, com relação à ergonomia, destaca-se o desenvolvimento de volantes mais longos, que proporcionam maior facilidade de abertura e fechamento.

Veja também
Misturador monocomando ativado por voz

No campo do design, o salto se deu especialmente com a ampliação de opções de acabamentos. “As cores invadiram cozinhas e banheiros, oferecendo alternativa ao cromado padrão”, comenta Trindade. Ao mesmo tempo, os misturadores passaram a ser confeccionados com uma diversidade ampla de matérias-primas, resultando em alternativas capazes de atender a variados requisitos de desempenho. É possível encontrar desde misturadores de metal, com miolo de latão, liga de cobre, liga de zinco ou aço inoxidável, até os modelos em plástico ABS, de custo mais acessível.

Alguns metais sanitários, inclusive, adquiriram status de peça de design. “Hoje, temos misturadores em diferentes formatos e acabamentos, inclusive em linhas assinadas por designers renomados", comenta Fernanda Dayan, gerente de marketing na Deca.

Tal desenvolvimento se aplica tanto aos misturadores duplo comando, quanto aos monocomando, que vêm se firmando como uma tendência para banheiros e, principalmente, para cozinhas. A principal característica do monocomando é apresentar apenas uma válvula de ajuste. Por isso mesmo, esse modelo tende a agregar um visual mais minimalista e contemporâneo.

CRITÉRIOS DE SELEÇÃO

De acordo com Raquel Brazão, especificadora técnica na Docol, na hora de escolher misturadores é necessário observar os tipos de cubas com as quais eles serão utilizados. Em cubas de apoio altas, por exemplo, não se deve colocar um misturador com acionamento baixo, já que isso pode dificultar o uso. A preferência, nesses casos, deve ser pelos misturadores monocomandos com acionamento superior.

“O cuidado precisa ser redobrado em cubas esculpidas, já que as dimensões nesses modelos não são padronizadas e pode haver dificuldade no uso de certos misturadores, bem como o jato d’água em relação ao centro da cuba”, comenta Brazão. Segundo ela, também é importante verificar a pressão de água no local, e assim, especificar um produto que esteja alinhado às particularidades da instalação.

É importante privilegiar misturadores robustos, que possam ser resistentes ao grande fluxo de uso e aos inúmeros acionamentos que ocorrerão no dia a dia
Cleber Trindade

Em ambientes públicos, é fundamental que as peças tenham funcionamento prático e garantam a acessibilidade. “É importante privilegiar misturadores robustos, que possam ser resistentes ao grande fluxo de uso e aos inúmeros acionamentos que ocorrerão no dia a dia”, afirma Trindade.

Para os misturadores instalados em ambientes residenciais, a escolha pode se pautar mais pelo design. “Ainda assim é importante atentar para a praticidade nas situações de uso, uma vez que essa peça fará parte da rotina da casa", continua o executivo da Meber. Para cozinhas, recomenda-se a escolha de misturadores com bica móvel e arejador articulado, que auxiliam nas tarefas diárias.

REFERÊNCIAS TÉCNICAS

A ABNT NBR 16.749 - Aparelhos sanitários - Misturadores - Requisitos e métodos de ensaio é a principal referência técnica para a especificação desses equipamentos. O texto define os requisitos e método de ensaio para projeto, fabricação, desempenho e manutenção dos misturadores dotados de dois volantes (manípulos), destinados às instalações hidráulicas prediais de água potável quente e fria.

Os modelos monocomando são abordados pela ABNT NBR 15.267 - Misturadores monocomando para lavatório - Requisitos e métodos de ensaio.

Colaboração técnica

Raquel Brazão
Raquel Brazão - Arquiteta e urbanista, é especificadora técnica na Docol.
Cleber Trindade
Cleber Trindade - Formado em comunicação social, é executivo de marketing da Meber Metais.
 
Fernanda Dayan - Formada em administração e marketing, é gerente de marketing na Deca.