Case de sucesso da Grundfos no maior evento esportivo do planeta

Em clima de ano olímpico, confira as soluções fornecidas pela líder global em sistemas de bombeamento de água para as instalações esportivas dos Jogos Olímpicos de 2016

A Grundfos forneceu várias soluções para as instalações utilizadas nos Jogos Olímpicos de 2016

A Grundfos forneceu várias soluções para as instalações utilizadas nos Jogos Olímpicos de 2016

Os Jogos Olímpicos de 2016 aconteceram pela primeira vez na América do Sul, mais precisamente em solo brasileiro, na cidade do Rio de Janeiro e foi um motivo de orgulho para todo o povo latino.

Para receber todos os competidores, as equipes técnicas e os torcedores, foi necessário um investimento de R$ 40 bilhões, segundo a Autoridade Pública Olímpica. O investimento foi destinado não apenas para melhorar os espaços de competição, mas também a infraestrutura da cidade.

A Grundfos, líder global em soluções de bombeamento, participou de todas as obras realizadas no Rio de Janeiro naquele ano, com o fornecimento de diversos produtos que contribuíram para a pressurização da água, drenagem, HVAC, entre outras necessidades.

Ao todo, a companhia marcou presença em 10 locais que fizeram parte do evento, muitos deles com as mesmas instalações até hoje:

  • 1. Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)
  • 2. Vila dos Atletas (Ilha Pura)
  • 3. Arena de Handebol
  • 4. Centro de Tênis
  • 5. Arena de Hóquei
  • 6. Parque da Barra
  • 7. Arena de Rugby
  • 8. Centro de Treinamento (COT)
  • 9. International Broadcast Centre (Centro Internacional de Imprensa)
  • 10. Media Press Center (MPC)

Conheça agora todas as soluções Grundfos utilizadas nessas instalações!

1. Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)

O maior estádio do Brasil, com capacidade para 79 mil pessoas, passou por reformas entre 2010 e 2013. Foi sede das cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos, assim como da competição de futebol.

Parte das obras de reformulação contou com as soluções em bombeamento da Grundfos, que atuaram nos sistemas de esgoto, recalque e combate a incêndio.

"Escolhemos a Grundfos para o Maracanã por todo o conceito do projeto, em termos de qualidade e diversidade das bombas", comenta Claudionor Santana Silveira, responsável de Programa de Implantação de Sistemas Especiais e Instalações da construtora responsável pelo projeto. Ao todo, foram utilizados:

  • 14 sistemas de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC-E
  • 9 sistemas de pressurização Turn Key Pressure Hydro Multi-S
  • 2 bombas submersíveis para serviço pesado SL
  • 4 bombas submersíveis para serviço pesado DWK
  • 1 bomba de drenagem submersível Unilift
  • 6 misturadores
  • 6 bombas de combate a incêndios

Com a utilização dos sistemas de pressurização, de recalque com reservatório superior e de reutilização da água nos banheiros, foi possível garantir a pressão estável e as taxas ideais de vazão da água. Em conjunto, as soluções da Grundfos proporcionaram economia, segurança e implantação dentro dos prazos estipulados.

Vista panorâmica da Vila Olímpica construída para os Jogos de 2016As soluções da Grundfos foram utilizadas em 10 instalações que fizeram parte do maior evento esportivo do mundo. (Foto: Divulgação/Google Imagens)


2. Arena de Handebol

As arenas de Handebol foram criadas especificamente para o evento. Após o término da competição, as estruturas deram lugar a quatro escolas. E, suas instalações, mesmo sendo temporárias, exigiram um bom sistema de pressurização de água potável, aliado à eficiência energética para garantir confiabilidade durante os jogos e posteriormente para receber seus alunos.

Para essa construção, a Grundfos — em conjunto com a construtora Dimensional Engenharia — forneceu:

  • 1 sistemas de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC-E
  • 2 tanques de pressão GT

3. Centro de Tênis

Exclusivamente para o evento foram montadas 16 quadras de tênis que, ao final, apenas duas seriam mantidas. Para isso, foi necessário criar um sistema de pressurização adaptável a essas mudanças, que mantivesse a pressão necessária, sem desperdício de água ou energia.

Portanto, a Grundfos forneceu:

  • 1 sistema de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC-E
  • 2 tanques de pressão GT
  • 6 bombas normalizadas NBG

Vila dos Atletas | Arena de Hóquei | Parque da Barra | Arena de Rugby

Para garantir instalações adequadas aos atletas — tanto para descanso, quanto para competirem —, a Grundfos forneceu soluções de irrigação fundamentais para manter a grama da Vila dos Atletas, da Arena de Hóquei, do Parque da Barra e da Arena de Rugby em alto nível.

Além disso, a empresa forneceu todo o apoio técnico e as manutenções necessárias durante o período dos jogos.

“Não tivemos só uma razão para escolher a Grundfos. Tivemos várias. Houve a parte técnica, o histórico da empresa, o atendimento — que foi 100% — e a proatividade da equipe para nos apresentar as melhores soluções", diz Rodrigo Fialho, engenheiro da Concessionária Rio Mais.

Conheça as soluções utilizadas:

4. Vila dos Atletas

  • 1 sistema de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC-E
  • 1 bomba submersível SP para bombear água subterrânea
  • 4 bombas centrífugas multiestágio verticais CR
  • 3 sistemas CMBE com inversores de frequência

5. Arena de Hóquei

  • 1 sistema de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC-E
  • 2 tanques de pressão GT

6. Parque da Barra

  • 1 sistema de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC

7. Arena de Rugby

  • 2 sistemas de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC

8. Centro de Treinamento (COT)

Este foi um dos locais mais importantes do evento. Depois, passou a funcionar como centro esportivo para a comunidade local. Então para este espaço, a Grundfos — em parceria com a Concessionária Rio Mais — prestou o serviço de consultoria técnica e forneceu uma solução de aquecimento de alta eficiência energética.

Assim, com inversores de frequência nos sistemas de aquecimento, foi possível obter um controle integrado das bombas, que operaram com menos consumo de energia possível e se adaptaram a diferentes usos.

Confira as soluções:

  • 11 bombas centrífugas multiestágio verticais CR
  • 9 bombas CMBE com inversores de frequência/li>
  • 2 bombas CCIE de combate a incêndio
  • 1 bomba CCIJ de combate a incêndio
  • 1 sistema de pressurização com bombas de frequência controlada Hydro MPC-E
  • 2 tanques de pressão GT

9. International Broadcast Centre (Centro Internacional de Imprensa)

Para comportar os jornalistas de todo o mundo, foi necessário criar um centro específico de imprensa. E, por intercorrências da obra, o prazo de finalização ficou apertado.

Nesse caso, a Grundfos teve pouco tempo para fornecer as bombas para o abastecimento das caixas d'água, além dos sistemas de recalque (usados para pressurização de água potável e combate a incêndios). Portanto, para atender às necessidades das aplicações, sem prejuízos na qualidade foram utilizadas as seguintes soluções:

  • 2 bombas submersíveis de drenagem Unilift
  • 2 tanques de pressão GT
  • 2 motobombas para combate a incêndio
  • 2 sistemas de pressurização Hydro MPC-E
  • 4 bombas submersíveis FEKA
  • 1 bomba CM horizontal multiestágio
  • 8 bombas de combate a incêndio CCI
  • 4 sistemas de pressurização Hydro Multi-S

10. Media Press Center (MPC)

Já o Media Press Center tinha como premissa ser um local ambientalmente responsável, com economia de energia. Tanto é que obteve a certificação LEED.

Novamente em parceria com a Rio Mais, a Grundfos fez um trabalho de consultoria, mostrando que não era necessário inverter grandes quantidade de dinheiro para seguir as normas da certificação.

A empresa forneceu todos os sistemas de bombeamento, inclusive os sistemas de combate a incêndio:

  • Bombas submersíveis DPK
  • Bombas centrífugas multiestágio
  • Bombas verticais CR
  • Bombas submersíveis de drenagem Unilift
  • Sistemas de combate a incêndio
Bomba CMBE TWINFoto do Hydro MPC-E, sistema de pressurização de água, reconhecido no mercado como um sistema de ponta e que foi utilizado em praticamente todas as instalações do evento. (Foto: Divulgação/Grundfos)

Mais informações sobre a Vila dos Atletas (Ilha Pura)

Com 31 torres divididas em sete condomínios, totalizando 3.604 apartamentos, o complexo abrigou 17 mil atletas e comissão técnica durante os Jogos Olímpicos daquele ano. Após os jogos, serviu como moradia e local para grandes shows e festivais (como o Rock in Rio, por exemplo).

A obra desse empreendimento priorizou aspectos como eficiência energética e praticidade para realizar eventuais manutenções.

A Grundfos, mais uma vez, foi convidada a cuidar da padronização de todos os sistemas de pressurização prezando pela eficiência energética, por meio do dimensionamento e seleção de suas bombas.

Vale ressaltar também que a Vila dos Atletas tem uma fonte de águas dançantes com jatos de água, bombeada pelos modelos submersíveis da Grundfos.

Os produtos utilizados para estas aplicações foram:

  • 46 sistemas de pressurização Hydro MPC-E
  • 96 tanques de pressão GT
  • 210 bombas submersíveis de drenagem Unilift
  • 5 bombas pressurizadoras MQ
  • 5 bombas normalizadas NBG
  • 18 bombas submersíveis para efluentes e esgoto SL
  • 2 bombas para efluentes e esgoto S1
  • 20 bombas submersíveis FEKA (DAB)
  • 2 bombas submersíveis de drenagem DRENAG (DAB)
  • 6 bombas CMBE com inversor de frequência
  • 5 bombas CM Jockey para combate a incêndio
  • 2 bombas submersíveis de pressurização SBA
  • 1 sistema de pressurização Hydro Multi-B
  • Controladores, proteção contra operação a seco, flanges e auto-couplings

Mais sobre os produtos

Descubra os detalhes de cada produto da Grundfos usado nas instalações para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro:

  • Sistemas de pressurização Hydro MPC-E: sistema de pressurização completo com bombas CR(I)(E) para transferência e pressurização da água;
  • Sistemas de pressurização Hydro Multi-S: sistema de pressurização de velocidade fixa com bombas CR, CM ou CMV;
  • Bombas submersíveis para serviço pesado SL: bombas submersíveis para serviço pesado;
  • Bombas submersíveis para serviço pesado DWK: sistema de esgoto e drenagem para águas residuais domésticas, águas pluviais e drenagem de águas de garagens;
  • Bomba de drenagem submersível Unilift: bombas de drenagem e efluentes
  • Misturadores: misturadores de fluxo;
  • Bombas de combate a incêndios: bombas do tipo monobloco normalizadas;
  • Tanques de pressão GT: ajudam na separação superior do ar e da água;
  • Bomba submersível SP: bomba de poço submersível, projetada para bombear água subterrânea;
  • Bombas centrífugas multiestágio verticais CR: ideais para transferência de grandes volumes de líquidos;
  • Sistemas CMBE: sistemas de pressurização doméstica;
  • Bombas submersíveis DPK: sistema de esgoto e drenagem para águas residuais domésticas, águas pluviais e drenagem de águas de garagens;
  • Bombas normalizadas NBG: ideais para sistema de ar-condicionado, abastecimento de água, pressurização, transferência de líquidos em indústrias e aplicações de HVAC e irrigação;
  • Bombas para efluentes e esgoto SL1;
  • Bombas submersíveis de pressurização SBA;
  • Controladores, proteção contra operação a seco, flanges e auto-couplings.

Ficha técnica

Local: Rio de Janeiro, RJ

Prazo: Início: 2010 | Término: 2013

Projeto: Instalações dos Jogos Olímpicos de 2016

Fornecedor: Grundfos

Mercado da obra

Produtos Relacionados

MAIORES INFORMAÇÕES

Catálogos para download

VER MAIS CATALOGOS
Download de catálogo

Pressurização HYDRO MULTI-E

Estudos de Casos