Como se estruturar para enfrentar uma crise recessiva?

Publicado em: 11/09/2015

O mundo vive momentos de crise. São ondas que, ora você deve navegar na crista para aproveitar e acelerar sua trajetória, ora você deve enfrentar como as dificuldades dos vales. Costumamos dizer que são períodos sabáticos. A cada 7 anos, temos vacas magras e vacas gordas. 

Estamos exatamente no período de vacas magras iniciado em 2009 e que vai perdurar até 2016. A partir de 2017, teremos o início de um período de melhorias e da colheita dos frutos, com empresas mais ajustadas e competentes, mão de obra de alta performance, produtiva e com “visão de águia”.

O ano de 2014 foi extremamente difícil; o pior desde 2009. Poucas empresas acreditavam que teríamos o ano de 2015 ainda pior, mas hoje os empresários estão focados no ajuste de suas despesas com base na queda da demanda, que reflete na diminuição da receita, adequando-a à realidade de 2015 e 2016. 

Olhar o contexto de cima amplia a totalidade do mercado, permitindo enxergar nichos e oportunidades que até então não percebíamos. 

O PIB de 2009 até 2016 não ultrapassará a somatória de 15,2%. Acreditamos que 2016 crescerá em torno de 1,2 a 1,5%, e o ano de 2015 deverá ser negativo (-2,5%).

O crescimento ideal para um país que quer se desenvolver, gerar empregos, ser industrializado e com uma economia forte precisa ser maior que 4,5% ao ano. 

E o que fazer até voltar aos crescimentos expressivos? Trabalhar, trabalhar e trabalhar sem murmurar, planejando e controlando todas as variáveis que destroem o valor.

É fundamental neste momento criarmos indicadores de performance para as atividades e para os colaboradores com o intuito de avaliar os resultados conquistados. Motivar as equipes com foco em inovação, trazendo novas ideias e novas maneiras de executar as tarefas, com mais velocidade e menor custo.  

Ajustar os focos, articular e motivar as equipes comerciais adotando uma pequena modificação na palavra CRISE: tirando o “S” e transformando em “CRIE”. 

Olhando de uma forma mais ampla, o período das vacas magras também pode ser de grande valor para nossas empresas.