O que o RH de construtoras valoriza nos profissionais?

Expectativas e avaliações da área de recursos humanos podem ser decisivas na seleção para vagas em incorporadoras e construtoras

Publicado em: 21/02/2022

Texto: Eric Cozza

imagem de três pessoas em uma reunião conversando
RH de empresas de construção civil: senso de dono e capacidade de inovação são características muito valorizadas pelos recrutadores (Foto: Shutterstock)

Se você cursou Engenharia Civil ou Arquitetura e pensa em concorrer a uma vaga em uma grande construtora ou incorporadora, saiba que há uma área chave, determinante, entre você e a nova oportunidade de emprego. O nome dela é cada vez mais variado e criativo: gestão de pessoas, capital humano, setor de gente, aquisição de talentos, desenvolvimento organizacional etc. Isso sem mencionar os termos equivalentes em inglês. A designação mais tradicional, porém, é recursos humanos, o famoso RH.

Nomenclaturas à parte, os profissionais dessa área costumam ser responsáveis por coordenar ações de recrutamento, o desenvolvimento de líderes, os programas de treinamento e estruturar os processos relacionados à carreira, remuneração e reconhecimento profissional. Em resumo: são pessoas que influenciam muito ou, em alguns casos, podem até decidir os rumos iniciais na trajetória de um jovem recém-saído da faculdade.

Mas o que pensam as equipes de RH? O que valorizam nos profissionais? Como se destacar em um processo seletivo conduzido por essa área?

Competências e Habilidades Valorizadas

1) Inovação como premissa do trabalho
A capacidade de questionar os processos em um mercado em constante mutação é fundamental, assim como acompanhar as mudanças culturais da sociedade e se colocar como parte desse processo e não como elemento refratário ou resistente. “Estimulamos muito o desenvolvimento de profissionais que tenham a inovação como uma premissa do trabalho”, afirma Sheyla Resende, vice-presidente de Gestão e RH da Gafisa.

2) Resiliência e dinamismo
Há uma expectativa de que os novos profissionais desenvolvam habilidades e competências que se tornem diferenciais, tais como a resiliência e o dinamismo. Para isso, ajuda muito ser uma pessoa determinada, focada e sempre em busca de novos desafios que a façam crescer. “São pontos cruciais para se trabalhar em um ambiente transformador, como o da nossa companhia”, afirma Patricia Spadano, gestora de Atração de Talentos da MRV&CO, plataforma habitacional que contempla a MRV e outras cinco marcas, como Luggo, Sensia, AHS, Urba e Mundo da Casa.

Conheça bem a corporação e a oportunidade para a qual você está se candidatando, assim como as competências e habilidades necessárias para aquela cadeira
Patricia Spadano, gestora de Atração de Talentos da MRV&CO 

3) Capacitação e atualização constante
O profissional da área deve buscar sempre novos conhecimentos para moldar um perfil dinâmico, com habilidades e competências diversificadas. Vale destacar aqui uma particularidade das atividades de incorporação e construção, mencionada pela vice-presidente da Gafisa, que é formada em Engenharia Civil e já foi gestora de obras na empresa. “Em nosso mercado, a antecipação de tendências é algo fundamental”, afirma Sheyla. “As pessoas compram um imóvel que será entregue em três anos, portanto, temos que conseguir pensar em um produto que esteja atual e moderno até lá”, completa a executiva.

4) Conhecimento sobre a empresa
Uma dica quase unânime entre os recrutadores: investigar o histórico, a cultura, o propósito e objetivos da companhia. Isso facilita a identificação de pontos de sinergia entre os valores do candidato e os da empresa. Para isso, é fundamental estudar, além da organização, também a vaga pretendida. “Conheça bem a corporação e a oportunidade para a qual você está se candidatando, assim como as competências e habilidades necessárias para aquela cadeira”, aconselha Patricia, da MRV&CO. “Procure saber também sobre o ambiente organizacional e, se possível, converse com pessoas que trabalham lá”, conclui a gestora.

5) Senso de dono e comprometimento
A mentalidade do profissional de pensar e agir como se fosse proprietário do negócio o transporta para um novo patamar de comprometimento com o trabalho e a empresa. “Assim como a inovação, o senso de dono é algo estimulado constantemente em nossa empresa”, revela Sheyla, da Gafisa. Para um setor como a construção, sem local fixo de produção e com sucessivos projetos temporários, levados adiante em diferentes contextos, tal postura é ainda mais valorizada do que em outros segmentos.

Assim como a inovação, o senso de dono é algo estimulado constantemente em nossa empresa
Sheyla Resende, vice-presidente de Gestão e RH da Gafisa, que é engenheira civil e já foi gestora de obras na empresa 

6) Espírito de liderança, capacidade de comunicação e trabalho em equipe
Saber se comunicar e trabalhar em equipes com diferentes perfis e formações constituem requisitos centrais para formar uma liderança inspiradora, com foco no desenvolvimento do time. “Habilidade para se relacionar com todos os stakeholders e saber delegar atividades pensando nas competências de cada um são pontos fundamentais”, afirma Patricia, da MRV&CO.

Erros ao concorrer em um processo seletivo

Se existem as competências e habilidades valorizadas, de outro lado, há sempre um temor por parte dos candidatos: o que não fazer ao pleitear uma vaga?

     1) Deixar de ser sincero ou claro nas qualificações e especializações informadas;
     2) Não chegar no horário correto da entrevista. Caso seja online, recomenda-se certificar-se de que a conexão esteja boa;
     3) Desconhecer o histórico da empresa e sua cultura;
     4) Não se informar previamente sobre a vaga em questão;
     5) Deixar de perguntar e tirar eventuais dúvidas pertinentes no momento da entrevista.

As grandes construtoras e incorporadoras costumam investir no recrutamento e desenvolvimento de trainees. No caso da Gafisa, por exemplo, 89% do quadro de participantes da edição de 2021 do Programa de Estágio acabou sendo contratado. Na MRV&CO, a iniciativa está na 11ª edição e a última, em especial, foi voltada para pessoas negras.

Carreira: qual é a sua sugestão de tema para o nosso espaço dedicado aos profissionais de Engenharia Civil, Arquitetura e Construção?

Colaboração técnica

Patricia Spadano – Gestora de Atração de Talentos da MRV&CO, é graduada em Psicologia com especialização em Gestão de Pessoas. Com atuação em empresas dos segmentos de saúde, serviços, indústria alimentícia e construção civil, possui mais de 15 anos de carreira, atuando na gestão e desenvolvimento de atividades de atração, seleção, employer branding, diversidade e inclusão (D&I), programas de desenvolvimento, gestão de desempenho e business partner.

Sheyla Resende – Graduada em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Juiz de Fora em 2009, possui 12 anos de experiência em construção civil. Ingressou na Gafisa, onde atuou como trainee, engenheira, gestora de obras e gerente de Gestão e Qualidade. Em 2019, tornou-se diretora de Gestão e RH, sendo promovida em abril de 2021 a vice-presidente da área na Gafisa, onde é responsável pela coordenação do Comitê de Gestão e pelas áreas de Gestão de Metas e Resultados, Processos, Qualidade e Recursos Humanos.